terça-feira, 6 de Novembro de 2012 04:25h Luciano Eurides

Campeão Brasileiro pode ser conhecido na próxima rodada

O Atlético Mineiro mesmo dominando o jogo e criando inúmeras chances de gol, o Atlético não conseguiu furar o bloqueio do Coritiba, e perdeu por 1 a 0, gol de Deivid, cobrando pênalti, aos ste minutos do primeiro tempo.

A derrota do Atlético frente o Coritiba, o time mineiro deixou escapar chance de reduzir a distância que o separa do Fluminense, líder do campeonato brasileiro. O técnico Abel Braga considerou o empate em 1 a 1 do Fluminense com o São Paulo um bom resultado. Ele destacou a ofensividade da equipe e afirmou que o time segue comprometido na busca pelo tetracampeonato brasileiro. O treinador, no entanto, voltou a afirmar que o título não está garantido.

 


O Atlético Mineiro mesmo dominando o jogo e criando inúmeras chances de gol, o Atlético não conseguiu furar o bloqueio do Coritiba, e perdeu por 1 a 0, gol de Deivid, cobrando pênalti, aos ste minutos do primeiro tempo. O Galo entrou em campo com três volantes, na tentativa de segurar o ímpeto dos donos da casa, mas a penalidade cometida logo aos sete minutos mudou o panorama da partida. Deivid cobrou com tranquilidade e abriu o placar. O time não se abateu e pressionou o Coritiba, obrigando o goleiro Vanderlei a fazer boas defesas.

 


Na segunda etapa o Galo voltou ainda mais incisivo, pressionando o adversário, que passou a explorar os contra-ataques. Cuca promoveu as entradas de Leonardo e Guilherme e o time empreendeu uma verdadeira blitz na meta de Vanderlei, que continuou salvando o Coritiba. Mesmo após a entrada de Escudero o Atlético não conseguiu converter em gols a superioridade em campo.

 


O Tricolor tem 73 pontos, nove a mais que o Atlético-MG, o segundo colocado. “Nós estamos absolutamente tranquilos. A gente não passa euforia aqui para dentro, porque não terminou. O importante para a gente é manter a seriedade. Soberba não leva a nada. Após a partida contra o Coritiba, dei folga de três dias para meus jogadores, mas viemos para São Paulo na quinta-feira, para treinar aqui. Estamos comprometidos. Sabemos que estamos perto, mas não conseguimos nada ainda”. Segundo Abelão, o seu time foi ofensivo e soube jogar contra o São Paulo no Morumbi. “Poucas vezes um time vem enfrentar o São Paulo aqui dentro com três atacantes, e nós fizemos. Tivemos boas chances, no segundo tempo eles fizeram o gol, nós equilibramos, coloquei o Samuel, que vem jogando bem. O garoto entrou, equilibrou o jogo e tivemos até a chance de virar a partida. Conseguimos um bom empate”. Abel Braga disse, ainda, que o Fluminense terá mais um adversário difícil pela frente no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras, no domingo, 11, em Presidente Prudente. Para o treinador, o Fluminense não poderá se deixar levar pela ansiedade do time paulista, que luta contra o rebaixamento.

 


A distância de nove pontos para o primeiro colocado não fez o treinado atleticano jogar a toalha. Segundo Cuca, enquanto houver chances matemáticas de conquistar o título, o Atlético vai brigar. “A gente não pode dizer que não tem mais chances. Se houver, tem que lutar. O Fluminense tem uma enorme vantagem, mas ainda não perdemos. Enquanto houver possibilidade, vamos lutar”.
O resultado negativo diante do Coritiba foi classificado como injusto pelo técnico do Galo. “Não fizemos um grande primeiro tempo, mas fomos iguais ao Coritiba. No segundo, fomos melhores e fora de casa tivemos 16 finalizações e eles 11. Tomamos o gol de pênalti cedo, e isso muda o jogo. Perdemos gols incríveis hoje e poderíamos ter vencido.”

 


O Galo volta a jogar no próximo domingo, contra o Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. Cuca terá dois desfalques para esta partida. O atacante Jô e o volante Leandro Donizete receberam o terceiro cartão amarelo. Em compensação o treinador atleticano terá a volta de Pierre, que cumpriu suspensão diante do Coxa. O time retorna aos treinamentos nesta terça-feira à tarde, na Cidade do Galo.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.