segunda-feira, 2 de Janeiro de 2012 15:18h Atualizado em 3 de Janeiro de 2012 às 10:48h. Luciano Eurides

Campeão Brasileiro sub 20 entra 2012 com novas perspectivas

O atleta Washington Junior, divinopolitano campeão brasileiro sub 20 com o América Mineiro está na cidade aproveitando ás férias e o título renova as esperanças de um futuro promissor.
Nascido em Divinópolis, ele teve a primeira equipe sendo o Libertad, do bairro Danilo Passos, rapidamente foi para o Flamengo do Mendes Mourão de onde também um curto espaço de tempo já estava no Atlético Mineiro. No Galo ficou por seis anos. De volta a Divinópolis disputou a Taça BH de Futebol Junior pelo Divinópolis Esporte Clube (DEC) e foi outra passagem rápida e logo foi para o América Mineiro fazer um novo capítulo na história dele e do Coelho.
Em entrevista exclusiva a Gazeta do Oeste, o atleta falou da preparação da equipe, e engana-se quem pensou ser surpresa esta conquista. Na Copa São Paulo de Futebol Junior do ano passado o Coelhinho já fez bonito e desde então se pensava no brasileiro sub 20. Para Washington Junior, o trabalho foi bem planejado . “ De uma maneira geral se pensava no Campeonato desde que a gente soube que iríamos participar. Jogando a Taça BH e Campeonato Mineiro e visando o Brasileiro que seria a coroa do trabalho. Fomos para o Sul com essa ideia e convicção de que essa oportunidade seria única, devido ao rebaixamento do América, então desde o início chegamos de forma humilde e com esperança do titulo”, disse.
A campanha do América foi excelente: Se classificando em primeiro lugar do Grupo 1 (Grupo com Fluminense-RJ, Palmeiras, Atlético-PR e Ceará), com 9 pontos, na primeira fase, depois vencendo o Cruzeiro (1 a 0) nas quartas-de-final, o Coritiba-PR (1 a 0) na semi-final e o Fluminense-RJ (2 a 1) na finalíssima.Com relação ao treinador Milagres, Washington enfatizou o trabalho do comandante. “Só tenho de agradecer a Deus a vinda do Milagres que nos ensinou em todas as áreas, não somente a parte técnica e tática, mas na profissão em si, ele que foi um jogador renomado, nos ensinou muito daquilo que um jogador precisa”, falou.
O treinador conseguiu trabalhar atletas do profissional, do grupo do Campeonato Mineiro e outros que foram para a Copa São Paulo de Futebol Junior (primeiro ano de juniores), essa mescla foi vista de maneira positiva pelo atleta divinopolitano. “Essa mistura representa o Milagres que é um treinador equilibrado. A todo tempo ele conseguiu trazer um equilíbrio, o segredo foi esse. O time jogou junto e a união fez esse efeito.
Para o futuro, Washington Junior curte as férias e depois entra em negociação para ver qual o destino dele. “Espero subir para o profissional, caso não, vou procurar outro clube e dessa forma chegar ao mundo do futebol. Meu contrato vai até agosto de 2012 e já entramos em negociação para a renovação, ainda estamos no começo e não sabemos ao certo o que o América pretende”, dizem.
A salada de idade feita pelas competições, onde a Copa São Paulo é até o primeiro ano de junior, a Taça BH até o segundo ano e o Campeonato Mineiro e Brasileiro atende a todos os juniores. Ano passado Washington participou da Copa São Paulo e esse ano ficará na torcida pela garotada. “De uma forma geral, para a imprensa foi uma zebra chegarmos  a semifinal. Espero tenhamos provado que a base do América faz um trabalho sério e promissor. Pro clube e para os jogadores é a confirmação da qualidade dos trabalhos”, falou.

O início
O jogador contou que foi no Danilo Passos onde ele deu os primeiros passes. “A primeira bolinha que eu bati foi na Gecol,  na época tinha o Libertad (Hugo Argentino e Valquíria) então comecei lá, depois veio o Flamengo”, confessou. Agradeceu ao DEC pelo incentivo na carreira. “Muito importante, mesmo porque deixei Divinópolis muito cedo, agradeço a Deus demais pelo DEC”, ressaltou.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.