sábado, 1 de Outubro de 2011 17:51h Luciano Eurides

Carlos César assume a titularidade no Galo

O dia de ontem foi de mistério e muito trabalho em Vespasiano, na Cidade do Galo. O Atlético realizou seu primeiro treinamento coletivo na semana de preparação para a partida contra o Ceará, neste domingo, às 16hrs, em Sete Lagoas. O confronto contra os cearenses será o primeiro de uma série de três jogos que a equipe alvinegra terá diante de seus torcedores.
Na atividade comandada pelo técnico Cuca, a equipe profissional encarou os juniores, enquanto os reservas fizeram trabalhos físicos na lateral do campo. O time titular foi formado por Giovanni; Carlos César, Leonardo Silva, Werley e Triguinho; Pierre, Fillipe Soutto, Bernard e Daniel Carvalho; Magno Alves e Neto Berola.
Na segunda parte do treinamento, o atacante André entrou no lugar de Neto Berola e o meia Renan Oliveira ficou com a vaga de Daniel Carvalho.  Desde o momento em que a imprensa teve acesso ao treino, os titulares venceram o coletivo por 5 a 0. Leonardo Silva (2), Neto Berola, Magno Alves e Carlos César marcaram os gols da atividade.

Rivalidade
A maior rivalidade do futebol mineiro tem hoje o Cruzeiro na 16ª colocação e o Atlético na 17ª, com quatro pontos de desvantagem. Com o pensamento do benefício próprio, o zagueiro Werley não esconde que torcerá pelo Grêmio no confronto contra o rival nesta rodada. “Tem de torcer para (Cruzeiro) perder. Eles torcem para a gente perder e a gente também torce para eles perderem. Comemoramos o gol do Fluminense no empate contra o Atlético-PR e agora é torcer para o Grêmio vencer domingo”, disse o zagueiro.
Na visão de Werley, o Galo precisa fazer os resultados positivos, pois em algum momento a Raposa tropeçará. Por já ter vivido algumas vezes a situação de perder a confiança pela ausência de vitórias, ele acredita que o adversário está sentindo esse problema. “Temos de pensar na gente, procurar vencer, sabemos que o campeonato é muito difícil e uma hora o Cruzeiro vai tropeçar. Já passamos por essa situação de recuperar a confiança, mas temos de fazer a nossa parte. Ano passado estávamos a sete pontos de sair da zona e em três jogos saímos, então, agora não será diferente”,  disse Werley.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.