terça-feira, 8 de Maio de 2012 11:44h

CBF anuncia investimentos na série D

Os clubes dos 27 estados brasileiros receberão incentivo por parte da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O anúncio feito pelo presidente José Maria Marin tem o objetivo de dar ao Campeonato Brasileiro o mesmo grau de competitividade em suas quatro Séries.
As Séries A e B já têm o formato idêntico de disputa, com 20 clubes, e sucesso comprovado de público nos estádios e audiência de transmissão de TV. A Série C já terá em sua edição 2012 a participação de 20 clubes e ganhou a inovação da transmissão pela TV. A Série D vai ganhar contornos definitivos de excelência na organização e de interesse esportivo. Por determinação do presidente, que entende a competição como uma rara oportunidade de integrar de verdade o país com o futebol, a CBF vai investir pesado na sua estrutura, que terá a participação de 40 clubes em 2012. “O Campeonato Brasileiro Série D vai ter de verdade uma dimensão nacional no país do futebol. Além de levar o esporte preferido do nosso povo aos lugares mais longínquos, dará a oportunidade de se revelar jogadores que antes estavam impossibilitados de serem observados pela imprensa e pelos profissionais das comissões técnicas dos clubes dos grandes centros”, disse.
O presidente da CBF está empolgado com a decisão de dar à Série D a grandiosidade que a competição merece. O campeonato terá a participação de clubes dos 26 estados e do Distrito Federal, o que já estava previsto em regulamento, mas não acontecia de fato por um único motivo: os clubes não tinham dinheiro para arcar com os gastos. “Muitos clubes não disputavam, pois não tinham condições financeiras. A CBF vai pagar todas as despesas relativas a uma delegação de 25 pessoas, que é o número da delegação brasileira que vai às Olimpíadas de Londres, com passagens aéreas, hotel e alimentação, traslado do aeroporto até os hotéis e ônibus especiais quando a distância entre as cidades for inferior a 700 quilômetros, afirmou.
O Guarani conquistou a vaga em campo, na disputa do Campeonato Mineiro e desistiu por falta de dinheiro. A vaga está em aberto, o Villa Nova de Nova Lima, com uma equipe jovem e treinada pelo ídolo atleticano Reinaldo pode ser a segunda representante mineira. Já o Nacional de Nova Serrana está treinando forte e só aguarda o início da competição. Com o anúncio da CBF o clube deverá investir o orçamento programado para as viagens em reforços.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.