segunda-feira, 6 de Abril de 2015 11:40h

Ceará passará por cirurgia no joelho

O lateral-direito Ceará passará por uma cirurgia no menisco do joelho direito, a partir das 9h30 desta sexta-feira

A informação foi divulgada pelo Cruzeiro na manhã desta quinta-feira. O jogador, atualmente reserva de Mayke, será operado pelo ortopedista e traumatologista Ernane Avelar Fonseca.
O Cruzeiro não informa o tempo de recuperação dos atletas lesionados. No entanto, Ceará deve ficar fora das partidas decisivas do Campeonato Mineiro e dos confrontos restantes da fase de grupos da Libertadores. Com a contusão de Ceará, o departamento médico do Cruzeiro tem o zagueiro Dedé e Júlio Baptista, que não terá o contrato renovado.
A fase do meia-atacante Marquinhos é excelente. O jogador é peça imprescindível no esquema do técnico Marcelo Oliveira, com funções ofensivas e também defensivas. No ataque, o camisa 30 do Cruzeiro tem sobressaído, e já marcou quatro gols na temporada, alcançando a marca do ano passado. "A gente vem trabalhando para poder melhorar a cada dia que passa. Aos poucos a gente vai evoluindo. Às vezes, a equipe muda de um adversário para o outro. Vamos pegando a forma de jogar de cada um e buscando o melhor entrosamento. Hoje em dia, a gente se preocupa mais em marcar do que jogar. O futebol é mais pegado, um gol é mais decisivo. Aos pouquinhos, a gente vai se adaptando", disse Marquinhos.
O Baiano se adaptou muito bem à cidade de Belo Horizonte, chega para trabalhar na Toca da Raposa sempre distribuindo sorrisos e conversando com os funcionários, sempre atencioso. Mas quando o treino começa, a seriedade aparece. Marquinhos segue de perto as orientações da comissão técnica da Raposa. Desta maneira, o jogador comemora o bom momento e foca nas chances do Cruzeiro para estar sempre conquistando os títulos.
"Eu falo dentro da minha casa, para a minha esposa, que a Toca da Raposa é a minha casa. Quase não tenho tempo para a minha família. Chego aqui e procuro esquecer tudo que tem lá fora. É minha alegria estar aqui. Procuro estar focado, fazer o trabalho certo para crescer na minha vida. Às vezes, a gente sobe e acha que é o poderoso no futebol. Vida de jogador é curta. Se não aproveitarmos o momento, a gente acaba perdendo o que essa vida pode nos dar", finalizou Baiano.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.