segunda-feira, 27 de Agosto de 2012 10:03h Gazeta do Oeste

Celso Roth afirma que Cruzeiro foi melhor que o Atlético-MG no clássico

O técnico Celso Roth não gostou muito do empate entre Cruzeiro e Atlético-MG, neste domingo, no Independência. O comandante celeste entendeu que a Raposa esteve melhor em campo e teve as principais chances de marcar. Mesmo com o resultado apenas aos 56 minutos do segundo tempo, Roth avaliou o resultado como ruim para o time celeste, principalmente pelas falhas graves da arbitragem.

 

- Foi um bom jogo, mas com muito choque. Acho que o Cruzeiro dominou o tempo inteiro. Encaramos a situação de levar um gol no fim. A arbitragem foi complicadíssima. O problema que aconteceu foi culpa da arbitragem. Pela maneira que atuou no primeiro tempo, comprometeu.

 


Celso Roth também lamentou a perda de vários atletas por contusão. No primeiro tempo, o atacante Fabinho teve de ser substituído. Da mesma forma, Everton deixou o campo, mas na segunda etapa.

 


- Perdi dois jogadores por lesão. Isso complica. Nosso momento é assim. Temos que administrar o momento. Fui questionado sobre o fato de o Cruzeiro não ter jogadas ensaiadas. Mas eu não repito o time, não tem jeito. Tenho que me adaptar, já que estamos em desequilíbrio. Temos que nos acertar tática e tecnicamente. Tenho dito aos jogadores que a bola não joga sozinha. Vamos ver se conseguimos minimizar na sequência. Foram dois erros crassos.

 


No Independência

 


O treinador do Cruzeiro voltou a afirmar que ainda não tem o time nas mãos, e que precisa melhorar bastante para atingir um bom nível técnico e tático. Mas o maior problema da Raposa é o fato de ainda não ter conseguido uma sequência suficientemente boa no estádio Independência.

 


- Os jogadores responderam bem, foram bem. É bom dizer, principalmente ao torcedor do Cruzeiro, que estávamos com cinco jogadores fora. Mas mostramos que é possível jogar aqui no Independência, que é traiçoeiro. O gramado está ruim. Mas temos que jogar. É igual campo de interior. O Atlético-MG está de parabéns, porque conseguiu se adaptar rapidamente. Temos feito um campeonato regular, acima do que muitos esperavam, mas abaixo das tradições do Cruzeiro.

 

 

 

 

 

 

 

GLOBO ESPORTE

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.