quinta-feira, 4 de Outubro de 2012 15:26h Gazeta do Oeste

Celso Roth se irrita com especulação da imprensa

Durante a entrevista coletiva d na Toca da Raposa II, o técnico Celso Roth foi perguntado sobre a possibilidade de, pela primeira vez no Campeonato Brasileiro, repetir a mesma escalação do Cruzeiro em dois jogos seguidos. Sem nenhum jogador suspenso, e com alguns atletas voltando de lesões, o treinador tem a opção de repetir a equipe titular que enfrentou o Internacional-RS, no último sábado, na partida do próximo sábado, contra o Grêmio, às 18h30, no estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 


O treinador pediu calma a imprensa. “Bom, vamos com calma que ainda é terça-feira. A princípio, acho que existe uma boa possibilidade de repetir o time. Por quê? Porque hoje o Ceará já foi para o campo. Só não colocamos o Ceará no trabalho normal por precaução. Estamos tendo todo o cuidado, para que ele possa ter uma semana normal de treinamento, e possa atuar normalmente. Os demais jogadores estão à disposição, treinaram, fizeram um treino pela manhã e outro à tarde. Então, acho que essa possibilidade (de repetir o time) é real”.

 

Roth também comentou de jogadores que estão deixando o Departamento Médico, e falou da situação do volante Charles, que participou do treinamento da manhã e foi poupado da atividade da tarde.

 

“Temos, inicialmente, a possibilidade de contar com o Wellington (Paulista), que está trabalhando, com o Tinga, que voltou para o campo hoje... O Charles foi para o campo pela manhã, mas sentiu dores, e não foi para o campo no treino da tarde. Enquanto o Charles tiver dor, que acusou pela manhã, mínima, nós achamos melhor ele não participar. Então, o Charles ainda é uma dúvida. Existem essas expectativas, ainda é terça-feira. Amanhã (quarta) nós vamos trabalhar à tarde, vamos ver se esses jogadores estarão à disposição. Mas o importante, hoje, é a possibilidade de repetirmos o time que atuou no último final de semana”.

 

O treinador cruzeirense também foi questionado sobre o volante colombiano Diego Arias, que foi titular no empate em 0 a 0 com o Internacional-RS, e da possível manutenção do jogador na equipe para o jogo diante do Grêmio-RS. “Foi um jogador que não jogou (neste ano). Ele jogou no sábado. Hoje é terça-feira, e, como eu disse anteriormente, nós temos aí a possibilidade de repetir time. E repetir time significa que o Arias vai jogar. Vamos ver até sábado. Não estou afirmando isso. Falo da possibilidade de repetir o time. Vamos ver o que acontece, temos alguns jogadores voltando, que têm sequência, que eram titulares e saíram do time por contusão ou cartão. O Arias jogou no sábado e foi bem. Para um jogador que não tinha jogado ainda, jogar contra o Internacional-RS, um jogo difícil, não fora completamente de posição, mas como um volante pelo lado direito, com possibilidades de sair para jogar, é difícil. Não só para o Arias, é difícil para qualquer um. E ele foi muito bem”.

 

PAULISTA

 

O atacante Wellington Paulista é mais uma opção para o técnico Celso Roth armar a equipe do Cruzeiro para o jogo de sábado. “Estou bem, Graças a Deus. Até porque a minha lesão não foi tão grave quanto eu imaginava que seria. Não chegou a romper o músculo. Me recuperei rapidinho e estou à disposição do professor Celso Roth para atuar no sábado”.

 


Ciente das dificuldades que esperam o Cruzeiro no sábado na capital gaúcha, Paulista espera ter a chance de atuar no estádio Olímpico, local que guarda boas lembranças, onde vai reencontrar antigos colegas. “Temos amigos lá, que foram nossos companheiros aqui, mas o mais importante é chegar lá e fazer o melhor. Eu já fui lá outras vezes e fiz gols. Espero que possa jogar e ajudar o Cruzeiro a sair com a vitória”.

 

Questionado sobre a pressão que o Cruzeiro vai ter em Porto Alegre, o atacante considerou como normal. “Na nossa profissão, nós temos que provar a cada jogo, a cada dia de treinamento, temos que provar para o treinador que tem condições de jogar. Nos jogos, temos que provar que estamos bem, temos que fazer gols para continuar na equipe. A gente vive uma pressão no dia a dia, o ano todo praticamente. E lá não vai ser diferente. Vamos para lá em busca da vitória”.

 

Por fim, Wellington Paulista disse da vontade de voltar a balançar as redes com a camisa do Cruzeiro, para seguir na briga pela artilharia do Brasileirão. O atacante tem nove gols, é o maior goleador cruzeirense na competição. “O mais importante para um atacante, além de jogar, é fazer gols. Eu estou vivendo um ano muito bom em termos de gols e de atuações (27 gols em 38 jogos). O mais importante é corresponder à altura dentro de campo, com os companheiros, e fazer gol. Espero que possa fazer gol nesse próximo jogo para ajudar o Cruzeiro”.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.