segunda-feira, 4 de Junho de 2012 10:01h Luciano Eurides

Circuito Alterosa de Tênis é fechado com muito talento

O Circuito Alterosa de Tênis teve como destaque o professor da academia do Estrela do Oeste Clube.  Moisés Reischegou a semifinal. Foi um campeonato muito disputado, afinal, quem levou a vaga para o campeonato internacional foi o Caio Aguiar,o montanha.

 

Este campeonato internacional é um dos maiores de Minas Gerais, pois virão jogadores do mundo inteiro para ganhar U$10.000 e pontuação noranking da ATP.

 

Para o diretor de Tênis do Estrela do Oeste Clube, Wander de Souza, foi satisfatória. “São sete anos que se promove o maior torneio de tênis da região.Sem dúvida todo este sucesso sempre vem junto com parcerias como a TV alterosa, Jornal Gazeta do Oeste, eempresas que não mede esforços para investir no esporte como Arranjo, Fiemg, Gerais Imobiliária, Lugo esporte, Master Cabo, Serfor e Unimed. Hoje este torneio está no calendário dos grandes tenistas da cidade e região, principalmente nos tenistas que jogam mais frequentes eque treinam em grandes academias, pois o incentivo dos professores são fundamental no trabalho desenvolvido por eles e é lógico o resultado vem de imediato”, disse.

 

Este circuito ajuda a promover o tênis na cidade e região. Para Wander de Souza havia essa lacuna. “Hásete anos atrás, não se havia falar em torneios de 3ª, 2ª e 1ª classe na cidade, com a academia de tênis do estrela do oeste clube, veio a surgir grandes torneios e grandes eventos. Temos de destacar os torneios de segunda classe, primeira classe,  torneio da TV alterosa, torneio internacional, só assim os atletas das escolas viram uma melhora no tênis que estavam praticando ou seja, enxergavam uma possibilidade de ter um tênis talvez a altura do que estavam assistindo na cidade”, comentou.

 

No torneio foi perceptível a qualidade dos jovens atletas e o crescimento do tênis feminino na nossa região. “O tênis no Brasil é muito pouco divulgado, temos poucos incentivos neste esporte. Hoje temos que agradecer muito em especial o nosso presidente do Estrela,José Alonso Dias, que sempre acreditou no esporte e graças a Deus ele recebeu a equipe de tênis com maior carinho e montou aquela academia que hoje é uma referência mundial tanto no espaço como nas qualidades das aulas. O tênis feminino como um todo é lento no desenvolvimento, temos como exemplo o futebol feminino que até hoje não se profissionalizou sendo o esporte mais praticado e conhecido do mundo. Mas na nossa cidade se desenvolveu o tênis feminino pela questão familiar, ou seja, todo mundo da família pode jogar , o pai, a mãe e a filha, e porque não os avós, assim vai se formando uma corrente, afinal, quem investe no esporte está investindo na educação dos filhos”, ressaltou.

 

Em se tratando de esportes, há uma migração do futebol, como por exemplo Felipe Sá, campeão iniciante e Eduardo Alves, campeão 5ª classe, que são atletas das principais equipes do futebol soçaite. Para Wander, quem gosta de esporte como eu gosto de todos, já pratiquei futebol, taekwondo, capoeira, esporte olímpico, vôlei, basquete, natação, e mais tarde nos meus 30 anos tentei tênis. Todo este gosto veio nos tempos antigos das olimpíadas escolares que hoje não se fala mais nisso. A migração para o tênis tem alguns motivos, uns porque acha o esporte chique e acaba gostando, outros por levar toda a família para praticar como havia falado acima, e outros por não querer um contato direto com pessoas, o tênis é jogado contra você mesmo, contra seus erros”, explica.

 

O ápice do tênis na cidade será a competição internacional. “ É muito gratificante trazer um campeonato de tênis do nível internacional, você abri o link da ATP e nossa cidade juntamente com nossa academia de tênis do estrela está lá no calendário dos maiores jogadores de tênis mundiais.  Fico muito feliz e tranquilo, pois tenho uma equipe de profissionais por trás de tudo isso, os professores Moisés, Henrique, Guilherme, os secretários dos bastidores o Ronilson, Wellington, Márcio, Ademir, Branca, o Gerente de esporte e do estrela o amigo José Vitor,  comunicação Sara, o diretor financeiro João Luiz e claro o apoio incondicional do Presidente José Alonso Dias. Todo este torneio envolve muitos profissionais, muitas famílias dos atletas que virão de toda parte do mundo, como EUA, China, Portugal, Argentina, Uruguai, Chile , ou seja uma expectativa de mais de 20 países dentro da academia e da cidade. Minha expectativa afinal são das melhores, pois centenário sem festa do tênis não seria centenário para nós amantes do esporte”, finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.