quarta-feira, 8 de Junho de 2016 14:18h

Clássico dentro do Brasileirão pode reerguer o vencedor

A preparação atleticana para o clássico do próximo domingo, às 16h, na Arena Independência, pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro, teve na tarde desta terça-feira, quando o elenco se reapresentou na Cidade do Galo

O técnico Marcelo Oliveira carrega a esperança de ganhar algum reforço vindo do departamento médico. “Gostaria muito que outros jogadores se integrassem também. O Atlético já tinha um time base, entrosado, e estamos refazendo isso. Não tenho certeza, vamos aguardar a semana e nos preparar bem para o clássico. Uma vitória no clássico seria um fortalecimento ainda maior”, comentou o treinador atleticano.

O clássico contra o Cruzeiro será mais uma chance para o Atlético melhorar o desempenho como mandante no Campeonato Brasileiro. Diante do seu torcedor, o alvinegro tem aproveitamento de 44,44%. São três jogos: uma vitória (sobre o Santos), uma derrota (Grêmio) e um empate (Fluminense). “É um momento difícil, mas a gente está acreditando que temos condição de sair disso. Já é pensar no clássico. Precisamos pontuar”, disse o lateral-direito Marcos Rocha.

 

 

 

O desempenho do Atlético como mandante é apenas o 15º entre os vinte clubes que disputam a Série A. Os times com melhor desempenho em casa ocupam as primeiras posições: Corinthians, Palmeiras e Grêmio.

O clássico contra o Cruzeiro, no próximo domingo, será o quarto jogo do Atlético como mandante. O confronto foi confirmado para o Independência, mas o estádio foi interditado pela Justiça na noite desta segunda-feira. Se a decisão prevalecer, a partida deve ser transferida para o Mineirão.

O Atlético fez três partidas no Gigante da Pampulha neste ano: perdeu para o Flamengo, venceu o Melgar-PER e empatou com o América, resultado que determinou a perda do título estadual.

 

 

 

 

Cruzeiro

Após o revés, eles reconheceram que a equipe precisa evoluir na sequência do Brasileirão e essa reação deve acontecer já no próximo fim de semana, contra o Atlético-MG, no Independência. “Precisávamos ter matado o jogo. Somos um time grande e quando temos a oportunidade, precisamos empurrar a bola para dentro, para assim termos um pouco mais de tranquilidade. Um gol muda o jogo, o adversário passaria a atacar e a gente sairia no contra-ataque, mas não foi o que aconteceu hoje (domingo). Saímos atrás do resultado e eles propuseram o jogo. Foi um resultado abaixo, precisamos melhorar e não podemos nos contentar com essa situação”, disse Lucas.

 

 

 

O meio-campista Élber também seguiu essa mesma linha de raciocínio e lamentou as chances perdidas pelo Clube Azul no duelo. “Erramos demais em um jogo que não poderíamos ter errado. Tivemos totais condições de sairmos vencedores, mas pagamos pelos nossos próprios erros em campo hoje (domingo). Não conseguimos fazer os gols e infelizmente saímos com a derrota”, declarou. “É difícil até de explicar, porque não é de hoje que a gente vem errando. Nós procuramos treinar o melhor possível, mas infelizmente continuamos errando e, em um campeonato como o Brasileirão, não se pode errar. Agora temos uma semana para treinar, porque temos mais um jogo difícil e iremos com o pensamento de vencer”, complementou.

 

 

 

Já Alisson ressaltou que o elenco celeste tem se empenhado para alcançar os resultados positivos. “A gente tenta sempre buscar as vitórias, estamos nos doando. Temos criado chances, mas infelizmente, na hora de fazer os gols, estamos perdendo. Agora é um momento de descansar a cabeça, começar a pensar no clássico e fazer um grande jogo lá”, afirmou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.