sexta-feira, 23 de Março de 2012 16:40h Atualizado em 24 de Março de 2012 às 09:22h. Luciano Eurides

Clássico para medir as forças da Raposa

O duelo entre Cruzeiro e América será travado às 16h, na Arena do Jacaré, pela 8ª rodada do Campeonato Mineiro. O Cruzeiro vai buscar sua sétima vitória seguida e pela primeira vez irá encarar nesta edição do torneio, um adversário de Belo Horizonte. O confronto vale a vice-liderança isolada do Campeonato Mineiro
O meia Walter Montillo sabe que o Cruzeiro terá dificuldades pela frente, mas quer passar por cima de todas elas para que a Raposa siga embalada no Estadual. “O time tem que demonstrar a cada jogo, a torcida e a imprensa estão esperando que o Cruzeiro jogue com um time maior, mas como falei domingo depois do jogo, o Mineiro é assim. Não vamos jogar sempre com times grandes, mas temos que ganhar. Nos outros estaduais tem times grandes que tropeçaram para times pequenos, o Botafogo, por exemplo, quase ficou fora da Copa do Brasil, se não fosse por um pênalti. Temos que ganhar, não sei se vai ser um grande teste, mas eu quero ganhar. Sei que é um clássico, um jogo a mais que queremos ganhar, não tomar gol e queremos ganhar jogando bem, porque nos últimos jogos o Cruzeiro está melhorando”, opinou.

Focado em ganhar títulos pelo Cruzeiro, Montillo não se empolga com as vitórias elásticas conquistadas. O camisa 10 destaca que o objetivo da equipe celeste é se sagrar campeã, e para isso, não se pode acomodar com a evolução atingida até aqui. “Sempre falo que ainda não ganhamos nada. Falo com o Wallyson, com o Wellington, com o Anselmo, que jogam mais perto de mim, que o time não conseguiu nada, conseguimos a vitória, mas o objetivo principal é ser campeão. Não podemos ficar com o 5 a 0 na Caldense, com o 6 a 0 no Rio Branco-AC, porque não são times que estão à altura do Cruzeiro. O futebol está parelho, temos que pensar grande, e para pensar grande temos que estar entre os melhores do Brasileiro e não do Mineiro, quero sair campeão do Mineiro, mas penso em jogar com times grandes do Brasil para saber onde está o Cruzeiro”, afirmou.

América
Com muita disposição e concentração durante toda a atividade os jogadores alviverdes já vivem a expectativa da partida, como disse o jovem lateral esquerdo Bryan.  “Tem que ter o frio na barriga, pois se trata de um clássico. Nosso time é mesclado onde todos que entram estão correspondendo e essa aliança está dando certo. Espero que possamos nos sobressair levando para dentro de campo a nossa tranquilidade e essa alegria com que estamos jogando para sairmos com os três pontos”.
O lateral, que encara o Cruzeiro pela primeira vez em uma partida oficial como profissional, espera por uma partida difícil, mas grandiosa para a torcida que comparecer ao estádio. “Acredito que vai ser um jogo duro, porém, como as duas equipes são bastante ofensivas, pode ser que tenhamos muitos gols. Mas, além de buscarmos o nosso gol, temos que estar atentos na marcação para não tomarmos gols. Acredito que quem vai sair ganhando no domingo será o torcedor que verá um grande clássico.”.

Já o artilheiro Fábio Júnior, que disputou diversos clássicos em Minas, acredita que este tipo de partida tem um sabor especial para os jogadores.  “A semana do clássico tem uma preparação diferente, mas eu não sei explicar o porquê, mas com certeza mexe com todo mundo, onde a expectativa é maior do que qualquer outro jogo, principalmente para os jogadores mais novos”.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.