segunda-feira, 3 de Outubro de 2016 17:46h América/MG

Coelho fecha preparação com treino técnico no CT do Caju

Sob frio intenso, os jogadores do América fizeram um treino técnico nesta tarde de domingo no CT do Caju (Atlético Paranaense), em Curitiba. A delegação americana chegou no final da manhã na fria capital paraense. No final da tarde, mesmo com temperatura de 12 graus e sensação térmica de 9º, o técnico Enderson Moreira orientou um treino técnico para fechar a preparação da equipe para o jogo contra o Coritiba, nesta segunda-feira, às 21h, no Estádio  Couto Pereira.

Com 21 pontos na classificação, o América segue na 20ª colocação da competição mesmo com os oito pontos conquistados em 12 disputados. Por isso, o elenco americano se mantem focado no próximo jogo, evitando projeções matemáticas mirabolantes.

Para o atacante Nixon, por exemplo, o pensamento “jogo a jogo”, é um dos segredos da boa sequência da equipe nas últimas quatro partidas (dois empates e duas vitórias). O jogador destaca que o time sabe que cada jogo carrega uma história diferente e uma nova oportunidade de cada um mostrar o seu potencial. Ele mostra confiança em manter a boa fase, mas alerta para a necessidade de concentração total em campo.

 “Sabemos que precisamos de muitos resultados para sair da situação que estamos, então, temos que pensar a cada jogo. Pensar que cada jogo é uma nova história, uma nova oportunidade. A gente pôs isso em prática nos últimos quatro jogos e saímos com resultados positivos até mesmo fora de casa e em situações difíceis. Isso nos dá muita confiança para poder dar continuidade ao nosso trabalho nas partidas que estão por vir”.

PREPARAÇÃO

O Coelho vem se preparando desde o início da semana para o duelo desta segunda-feira. Nixon destaca a qualidade do adversário, que vem de uma classificação na Copa Sulamericana, mas também as condições de que o América tem de conseguir um bom resultado em Curitiba.

“Já tive a experiência de jogar contra eles, em Curitiba. Eles também vêm de um jogo difícil em que reverteram o resultado na Argentina e se classificaram. Mas fizemos um trabalho muito bom, para que a gente possa fazer um bom jogo e conquistar o resultado que nos interessa. Temos qualidade e capacidade para conseguir um bom resultado”.

PRIMEIRO GOL

Titular nos últimos jogos, Nixon se movimentou bastante em campo, criou boas oportunidades, deu bons passes e até acertou a trave adversária. Porém, o atacante ainda não conseguiu marcar com a camisa americana. Tranquilo, o jogador acredita que os treinos de finalização orientados pelo técnico Enderson Moreira ajudaram na evolução dos atacantes, aumentando a possibilidade de ele finamente balançar as redes.

 “Só não podemos gerar ansiedade. É claro que eu penso bastante que tenho que caprichar, que tenho que dar o meu melhor, porque vão ter jogos em que as oportunidades serão escassas. Então temos que aproveitá-las. Nos últimos dias trabalhamos finalizações e o professor Enderson tem nos cobrado bastante, para estarmos bem concentrados. Acredito que os gols sairão na hora certa”, conclui o atacante.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.