quarta-feira, 12 de Março de 2014 04:26h Atualizado em 12 de Março de 2014 às 04:28h. Luciano Eurides

Colorado é o primeiro finalista do Torneio do Choro

A equipe do Colorado jogou e empatou no tempo normal de jogo com o Choro, nos pênaltis o goleiro improvisado Cristian defendeu duas cobranças e garantiu a equipe da Vila Belo Horizonte a presença nas finais.

A partida foi realizada no último sábado (8) e o adversário da final será o Cruzeirinho que venceu o Sevilha por 2x1. A grande final será marcada em comum acordo com os finalistas.
O Colorado entrou em campo muito improvisado e a chuva deixou as coisas ainda mais difíceis para os jogadores. O Choro, jogando em casa e reforçado por atletas de Nova Serrana tinha o goleiro improvisado, e igualava a partida, mas foi surpreendido por um chute de fora da área efetuado por Dener, ele mesmo caindo acertou o canto de Bedeu. O atleta Igor Catraca, com experiência internacional, jogou em Portugal e vários clubes profissionais, com vinte anos de idade e no aguardo de um clube ele mostrou ser diferenciado, driblou três marcadores e na saída do goleiro empatou o jogo.
No segundo tempo o atleta Erivelton atendeu os clamores de um chute de fora da área e acertou o canto, recolocou o time de Camilo de Léllis a frente no marcador e já nos minutos finais de jogo Juliano recebeu a bola vinda de um chutão da defesa, dominou e fez 2x2, placar que levou a decisão para as cobranças de penalidades. Cristian, na série de três cobranças para cada time, defendeu as cobranças de Rogerinho e Igor Catraca e garantiu o time na grande final. Para o Colorado marcaram Diego e Mateus.
O goleiro Cristian adicionou uma dose de sorte. “Fui feliz, eu tenho comigo que quando se sai para jogar bola tem de estar preparado, nosso time estava quase todo improvisado e principalmente eu. Para a final precisamos marcar com os atletas e que eles sejam responsáveis, o resto seja o que Deus quiser. Nosso time tem muita garra e esteve nervoso, um episódio lamentável ao final da partida, o juiz não ficou para trás”, garantiu.
Com a expulsão do zagueiro Fernandão para a grande final volta Marcos Figueroa que não jogou porque está para a praia. “O Fernandão cumpre a suspensão e de todo jeito vamos levar um troféu para a sede do Colorado onde estão Pilinha e a Nice”, declarou.
Nota lamentável foi a mútua agressão entre um atleta do Colorado e o árbitro da partida. Ao apitar o final de jogo eles se desentenderam e trocaram chutes e socos. Fernandão do Colorado está eliminado da competição.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.