terça-feira, 6 de Dezembro de 2011 10:07h Luciano Eurides

Coluna Luciano Eurides: Guarani de Divinópolis

 


GUARANI DE DIVINÓPOLIS


Por muitas vezes a cobrança era de um time vitrine para o futebol brasileiro, mas expor também os jogadores da cidade de região. Em 2011 isso foi iniciado, o mais importante é dar o primeiro passo e isso foi feito. A disputa da Taça Minas Gerais já revelou três nomes. Michel Elói, Iago e Douglas Cachorrão. Estes participaram do time. Vestiram a camisa titular frente às equipes da elite do futebol mineiro. Mostraram estar prontos para entrar na carreira profissional e é isso que esperamos deles. Já Guilherme Santos e o goleiro Gustavo estão a caminho.
Nem tudo são flores. O time não está pronto para a disputa estadual. Ainda há ausência da torcida. É preciso começar a incentivar nossas crianças a ter amor pelo clube da cidade. Quem já vestiu a camisa do Guarani, jogou pelas categorias de base e viveu a emoção de pisar naquela grama, estava nas arquibancadas todos os jogos. Se não é possível todos serem jogadores, que sejam torcedores!
Reafirmando, o fato de o time jogar o ano todo foi muito valioso!

 

CANAB’S É CRAQUE


Estou cada dia mais convencido de que o nome Canab’s é de muita criatividade. O fato da sonoridade da palavra não pode ser considerado analogia às drogas, mesmo porque existe equipes com o nome de craque, como o SuperCraque, Craque do Futuro e até mesmo a saudosa ABC do Craque. Nada haver com a droga (crack).

FINAL MIRIM


A Liga Municipal de Desportos de Divinópolis (LMDD) marcou para quinta-feira (feriado quando o comércio funcionará normalmente) às 10h, no estádio Pelezinho, a segunda partida da semifinal, para então definir o adversário do Vasco da Gama na grande final. Resta-nos saber se o Jusa Fonseca terá time para entrar em campo.É sabido que muitos atletas já foram para o Flamengo e Palmeiras. Nesse rastro o time cruzmaltino já não conta com vários jogadores, outra equipe a alegar falta de atletas para a partida? A competição já perdeu todo o brilho!
Um dos diretores do Palmeiras tem procurado justificar de todas as maneiras o fato da equipe ter paralisado a competição. Pena que nas alegações, em momento algum, ele se refere aos jogadores. Fico triste, pois tenho carinho e respeito muito grandes pelo Palmeiras, mas estou convicto de que a equipe exagerou e prejudicou as crianças dele, do Vasco e do Jusa. Lastimável.

 

DESTAQUE


O destaque não é apenas da rodada, mas de uma equipe como um todo. Desde o Guarani e hoje vestindo a camisa do Vasco o zagueiro Vinícius tem sido uma peça de sustentação da equipe. A maneira de jogar e se relacionar com os companheiros e clube é um exemplo para todos e se tornou um dos pilares da equipe 96 do alvirrubro. Na decisão de sábado, os deuses do futebol desviaram a cobrança de pênalti dele e assim a equipe de Congonhas ficou com a vaga. Isso não anula a grande atuação dele e dos companheiros de time. Ele é um jogador de total dedicação durante os 90 minutos, não é uma cobrança de penal a tirar os méritos dele.


 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.