terça-feira, 30 de Outubro de 2012 05:28h Gazeta do Oeste

Com chances remotas de acesso, América enfrenta o ASA no Independência

O empate contra o Joinville na rodada passada deixou o América com chances remotas de chegar ao G-4 da Série B do Brasileiro, mas o treinador do Coelho ainda acredita em um milagre. Para que o improvável possa acontecer, o time de Mauro Fernandes precisa fazer o dever de casa e vencer os alagoanos do ASA, nesta terça-feira, às 21h, no Estádio Independência.

Para chegar ao grupo dos quatro primeiros colocados da Série B, o América precisa tirar uma diferença de 12 pontos, que separa os alviverdes do Atlético-PR, time que fecha o G-4, restando apenas cinco rodadas para o término da competição nacional. Com 15 pontos em disputa, as chances existem, mas os mineiros não dependem unicamente das próprias forças.

Apesar do técnico Mauro Fernandes ainda acreditar no acesso, o mesmo não se pode dizer dos jogadores do América-MG. Após o duelo contra o Joinville, o volante Marquinhos Paraná afirmou que o empate foi péssimo, pensando nas chances de chegar ao G-4. O atleta deixa claro que vai entrar em campo nos jogos restantes para fazer o melhor em busca das vitórias, mas vê a vaga na Série A bem distante.

“Pensando e subir para a primeira divisão, empatar com o Joinville foi muito ruim, praticamente tirou a gente da briga. Vamos procurar fazer o melhor nestes jogos finais, buscando a vitória, começando já no jogo contra o ASA, porque a torcida do América merece isso dos jogadores. Dentro de campo procuramos fazer o sempre o possível para ajudar o América-MG, mas temos que admitir que o G4 ficou difícil, infelizmente”, disse.
 

Para enfrentar o ASA, o técnico Mauro Fernandes poderá contar com o retorno do lateral-direito Patrick, que cumpriu suspensão, após ser expulso no duelo contra o Boa Esporte. Com o retorno do jogador, Rodrigo Heffner, que atuou ante o Joinville, retorna ao banco de reserva do América.

Depois do empate diante do Bragantino em 1 a 1, o técnico do ASA, Nedo Xavier, admitiu alguns erros da equipe, mas deseja corrigi-los para o confronto contra o América. “Nós cometemos alguns erros, não conseguimos repetir as nossas atuações em casa, mas isso é coisa do futebol, normal numa competição como essa”, disse.

O treinador também deixou claro que o foco não é lembrar dos jogos passados ou lamentar o adiamento da permanência na Série B. “O ASA vem mantendo uma regularidade nos últimos jogos e por isso nós temos de pensar na nossa equipe, no nosso trabalho e agora focar no América, para tentar somar mais três pontos”, declarou.

Para tentar surpreender o Coelho, os alagoanos terão um reforço de peso no Independência. Lúcio Maranhão, artilheiro do Brasil com 39 gols marcados, cumpriu suspensão por excesso de cartões amarelos na partida contra o Bragantino e volta ao time de Nedo Xavier para ser o responsável por balançar as redes americanas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.