segunda-feira, 30 de Setembro de 2013 10:30h

Conab realizou terceiro leilão de contratos de opção de café

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizou nesta sexta-feira (27) o último leilão de Contratos de Opção de Venda (COV) de uma série de três operações anunciadas em agosto, pelo governo federal, com o objetivo de sustentar o preço de 3 milhões

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizou nesta sexta-feira (27) o último leilão de Contratos de Opção de Venda (COV) de uma série de três operações anunciadas em agosto, pelo governo federal, com o objetivo de sustentar o preço de 3 milhões de sacas de café.
     Os arrematantes do prêmio adquirem o direito de vender o produto no vencimento dos contratos, em março do próximo ano, a um valor pré-fixado, caso os preços de mercado se mantenham abaixo do valor de referência de R$ 343 a saca de 60 kg.
    Na operação de hoje foram comercializados 87,62% dos 10 mil títulos ofertados, o que corresponde a 8.762 contratos. Os principais arrematantes foram novamente Minas Gerais (7 mil) e São Paulo (1,4 mil), sendo que esses valores correspondem a 100% da oferta. O Paraná adquiriu 228 contratos, 45,6% do total, enquanto Espírito Santo, 84 (12%) e Bahia, 50 (12,5%). Esse cenário de aquisições foi semelhante ao das operações anteriores, tendo Minas Gerais e São Paulo como arrematantes principais.
     As três operações juntas ofertaram um total de 30 mil contratos, de 6 toneladas cada, o equivalente a 3 milhões de sacas. Cada leilão foi composto de 10 mil lotes. Os dois primeiros ocorreram nos dias 13, 20 de setembro.
   Enquanto no Espírito Santo não houve interesse para 1.921 contratos de um total de 2.100 lotes, na Bahia a oferta foi de 1.200 lotes, sendo que 1.055 contratos não foram negociados. No Paraná, a oferta total era de 1.500 lotes, mas ficaram sem demanda 1.082 lotes. Restaram, portanto, um total de 4.058 lotes, ou 405.800 sacas de café.
    Com relação a esses 4.058 contratos que não tiveram interesse nestes três leilões, originários de Espírito Santo, Bahia e Paraná, a Conab está resolvendo alguns entraves operacionais para que eles sejam ofertados em leilão, a ser divulgado, no máximo, até a próxima terça-feira (1/10) e com previsão de realização até a primeira quinzena de outubro. (Antônio Marcos da Costa / Conab)

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.