sexta-feira, 13 de Janeiro de 2012 10:59h Atualizado em 13 de Janeiro de 2012 às 13:19h. Luciano Eurides

Concentração cruzeirense para se ter um ano diferente

Aos poucos, a equipe do Cruzeiro começa a se estruturar e ganhar formato com a adaptação dos atletas novos e a evolução de todo o grupo, resultado dos nove dias de treinos da pré-temporada realizada até aqui na Toca da Raposa II. Neste período, o técnico

Aos poucos, a equipe do Cruzeiro começa a se estruturar e ganhar formato com a adaptação dos atletas novos e a evolução de todo o grupo, resultado dos nove dias de treinos da pré-temporada realizada até aqui na Toca da Raposa II. Neste período, o técnico Vágner Mancini está aproveitando para alinhar com o elenco estrelado os objetivos para o ano e imprimir a nova cara do time.

Além de dar ênfase nas atividades físicas, o comandante celeste tem focado em transmitir aos jogadores a filosofia que pretender desenvolver no Cruzeiro em 2012 e estabelecer o espírito com o qual o time entrará em campo para disputar o Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. “Temos que passar para os jogadores e mostrar a eles qual será o objetivo neste ano. Não dá para pegar o time com cinco semanas de preparação e ficar batendo em teclas que não serão importantes para ele agora. Temos que ser diretos e objetivos, mostrando que cada dia de treinamento terá um porque, a nossa equipe terá uma forma de jogar e por isso estamos fazendo esse tipo de treinamento, e isso é passado ao atleta e ele começa a formar uma ideia, junto com todos nós que vivemos o dia-a-dia do clube e vamos seguir o mesmo caminho”, considerou.

Mancini espera ter êxito nesta temporada e está confiante, já que terá tempo para montar a equipe. Para que o Cruzeiro seja vencedor em 2012 e não enfrente as dificuldades que teve na reta final do ano passado, o treinador quer ver um time veloz, dinâmico e bastante agressivo em campo. “Vai ser diferente porque sofremos muito com uma equipe que não tinha velocidade, que tinha uma maneira de jogar muita estagnada em campo. Eu sinceramente acho que podemos mudar a postura para uma equipe mais dinâmica e competitiva, que seja mais agressiva, que não seja tão passiva em campo, até para não sofrermos como foi no final de 2011”, pontuou.

O técnico celeste ainda traçou outras características que espera ver no Cruzeiro e ponderou que o grande trunfo que tem nas mãos para ter um ano em alto nível será a chance de preparar o time durante a pré-temporada “O grupo não se modificou muito, a maior mudança será o fato de termos cinco semanas para mudar a forma de jogar da equipe. Eu não estou dizendo que vou mudar o sistema de jogo e sim a forma de jogar, com um pouco mais de velocidade, com mais dinâmica, uma equipe que possa marcar melhor, que possa roubar a bola no campo de ataque, porque isso pode ser o diferencial dentro de um jogo”, finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.