sexta-feira, 12 de Agosto de 2011 15:36h Atualizado em 12 de Agosto de 2011 às 22:16h. Luciano Eurides

Confiança é a palavra chave no Bugre

O elenco do Guarani se prepara para a Taça Minas Gerais de Futebol e depois de já ambientados em Divinópolis os jogadores já demonstram uma confiança maior.


Robert já jogou no Guarani e sabe que a cobrança é bastante grande. O jogador disse estar confiante no grupo. “Mais uma vez e fico feliz, espero fazer uma campanha boa e conseguir a vaga na Copa do Brasil e será muito importante por ser no ano do centenário da cidade e veremos se o Guarani está nela. No campeonato mineiro cheguei a disputa já havia começado e agora estou no começo espero fazer todos os jogos a ajudar o Guarani a ser campeão. Na verdade temos um tempo suficiente e estamos fazendo a parte física com bola, isso ajuda bastante e vamos encaixar o time mais rápido e o Gian (Rodrigues) encontrando o time ideal vamos logo na estreia conseguir um bom resultado. A torcida cobra muito, esperava muito de nós no mineiro, começamos bem e não terminamos tão bem assim e espero dar muita alegria para essa torcida”, falou.
 

O jogador Saulinho tem uma nova oportunidade no time do Guarani e não quer deixar essa passar desapercebida. “Espero dar tudo certo, se a oportunidade pintar vou agarrar ela com força total. O Gian Rodrigues é um técnico de cabeça aberta, da moral para a gente, é aberto a chegarmos e conversarmos e tenho certeza que a oportunidade vai chegar”, declarou.


O mais jovem atleta do Guarani é Guilherme Sérgio Santos, 17 anos, disputou as categorias de base pelo time de Divinópolis e sabe da importância de estar em um grupo profissional de futebol. “Sou o mais novo, é uma vantagem, mostra que sou capaz de estar entre os profissionais e poderei pegar uma experiência com os atletas que aqui estão. A Taça BH conta muito, é um campeonato muito forte e exige muito. Fizemos uma taça suficiente para conseguirmos pegar experiência. Foi pouco tempo para nós e as equipes que aqui vieram trabalham a muito tempo, e nós, treinando apenas um mês não conseguiríamos acompanhar mesmo não”, galou o jovem jogador que não espera a hora de mostrar todo potencial dele. “Tenho de correr atrás agora”, afirmou.
 

confianca, palavra, chave, bugre

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.