terça-feira, 27 de Maio de 2014 06:14h Luciano Eurides

Convênio entre Prefeitura e LMDD não contempla a criançada

A comunidade do Choro recebeu a partida de abertura da Copa Rural 2014.

O prefeito, Vladimir Azevedo, e outras autoridades estiveram no local em que foi realizada a primeira rodada, mas o secretário ainda não sabe se o convênio para o pagamento dos árbitros será feito. Pior, a primeira rodada será paga em ‘separado’. Dentro de campo, o Choro venceu a Mata dos Coqueiros por 3 a 0 no principal e 3 a 1 nos aspirantes.
O jogo escolhido pela organização como abertura da Copa Rural 2014 foi entre Choro e Mata dos Coqueiros. O prefeito esteve presente e fez o discurso de abertura. “A Copa Rural é o evento com maior tradição no calendário esportivo divinopolitano e com muita felicidade e honra, e em todos os anos do meu mandato, cumprimos com essa grandeza e estamos com 17 times. É muito mais que um evento esportivo, é uma confraternização entre famílias da zona rural. Vem o atleta, esposa e filhos. Dessa maneira cumpre o papel de confraternização para a zona rural e até mesmo para a geração de renda e pequenos negócios”, falou o prefeito.
Vladimir Azevedo justificou a escolha dos homenageados. “Este ano vamos homenagear dois que fizeram parte dessa história desde o início, nosso Geraldo Magela Maia do Amaral, nosso ex-secretário de esportes, goleiro e técnico do Guarani e também ex-vereador e presidente da Câmara. O Edson Luis dos Santos, nosso querido Edinho, que durante décadas trabalhou na secretaria de esportes coordenando o campeonato rural. Homenagens justas e que têm a ver com essa história”, destacou.
O secretário de Esportes e Cultura, Bernardo Rodrigues, não conseguiu estabelecer o convênio com a Liga Municipal de Desportos de Divinópolis (LMDD). Nas categorias básicas de futebol a justificativa era uma irregularidade da entidade para a Copa Rural.
Segundo o secretário isso foi sanado, mas a Prefeitura não vai contribuir para os campeonatos de crianças. “Na verdade, estamos fazendo a primeira rodada separado e depois tudo caminha para um convênio e ficamos felizes de ter mais essa parceria com a Liga e o trabalho desenvolvido”, disse, e tentou explicar como a entidade estava irregular para a base e regular para a Copa Rural. “Tinha uma pendência de documentação de um convênio anterior e que já foi sanado e agora podemos desenvolver as atividades”, disse Bernardo Rodrigues.
Não haverá participação pública na competição de base da Liga. “O das categorias de base depende de uma questão orçamentária para o segundo semestre e tem de ser discutido dentro do âmbito municipal também, mas estamos preparando primeiro a Corrida de Pentecostes e Jogos Estudantis e ao longo do ano vamos discutir os torneios de base”, falou ele, que não deve saber que as escolinhas estão usando o dinheiro das crianças para pagar a competição e que o torneio já está na terceira rodada.
A LMDD reafirma que desde o início do ano apresentou a documentação provando estar em situação regular e que inclusive a entregou à Prefeitura por mais de uma vez. As escolinhas de futebol de Divinópolis chegaram a marcar uma manifestação de crianças junto à Prefeitura, mas depois preferiram pagar com um dinheiro que ainda não se sabe de onde virá. Enquanto isso, as crianças continuam contribuindo e aqueles que não têm dinheiro ficam de fora da competição.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.