sexta-feira, 31 de Agosto de 2012 11:14h Gazeta do Oeste

Corinthians não considera Galo invencível, mas já planeja parar Ronaldinho

O lateral esquerdo Fábio Santos havia dito que o Corinthians ‘tumultuaria’ a briga pelo título brasileiro. Após empatar no Rio de Janeiro com o vice-líder Fluminense, a equipe paulista agora prepara-se para receber no Pacaembu o Atlético-MG, primeiro lugar da competição, mesmo com um jogo a menos que os rivais.

 

Na chegada do elenco a São Paulo (SP), o goleiro Cássio confiou na possibilidade de fazer o time mineiro ser derrotado pela segunda vez no Brasileiro. “Não há nenhum time invencível. Será muito difícil, mas vamos jogar em nossa casa e teremos que imprimir o nosso ritmo de jogo para aproveitar o fato de atuar como mandante”, ensinou o camisa 12.


Comandado por Ronaldinho Gaúcho, o time atleticano já marcou 35 vezes em 19 partidas, números que o creditam como melhor ataque da competição. Em meio ao bom momento do armador, os corintianos já pensam em como pará-lo. “Sempre acaba sobrando, ou para mim, ou para o Paulinho. Mas o Ronaldinho é um cara diferente e merece uma atenção especial”, falou, em tom de brincadeira, o volante Ralf.

 

Apesar da atual fase, o Atlético-MG, assim como o Timão, está em uma sequência sem vitórias: o Galo empatou nas duas últimas partidas, enquanto o Corinthians não triunfa há três rodadas. Com isso, o líder já começa a sentir a aproximação tanto do Fluminense quanto do Grêmio, que tem quatro pontos de desvantagem, mas um jogo a mais que os mineiros.


Com 25 pontos, o Timão é apenas o 12º segundo colocado e conta com a volta de Paulo André, suspenso contra o Fluminense, para enfrentar o Galo – Wallace, com isso, irá para o banco de reservas. O encontro com o time do técnico Cuca, válido pela 21ª rodada, acontecerá no domingo, às 16 horas (de Brasília).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SUPERESPORTES

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.