quarta-feira, 8 de Junho de 2011 13:00h Luciano Eurides

Coritiba e Vasco fazem a decisão da Copa do Brasil

Vasco chegou na tarde desta segunda-feira a Curitiba, onde faz o segundo jogo da final da Copa do Brasil, hoje à noite, contra o Coritiba. A equipe treinou pela primeira vez em solo paranaense acompanhada de perto por um grupo de torcedores no CT do Corinthians-PR.


Depois da atividade, os fãs foram liberados para pedirem autógrafos e tirarem fotos com os jogadores, em clima de total apoio para a final. Ricardo Gomes não comandou nenhuma movimentação tática. Os atletas vascaínos fizeram apenas um trabalho leve para aliviar o desgaste causado pela viagem de avião.


A atividade durou cerca de uma hora e teve apenas um desfalque: o volante Eduardo Costa, que sente dores no joelho esquerdo e foi poupado. Apesar do problema, ele não será desfalque para o compromisso decisivo.


Desfalques no jogo de ida, o atacante Éder Luís e o lateral esquerdo Ramon treinaram normalmente e estão à disposição da comissão técnica.
O Vasco tem vantagem por ter vencido por 1 a 0 em São Januário, na semana passada. Um empate ou até uma derrota por um gol de diferença - desde que balance as redes rivais - dá o título ao time da Colina. Derrota por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

 

 

CORITIBA


O treinador Marcelo Oliveira ainda não sabe quem será o substituto do atacante Anderson Aquino na finalíssima da Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Vasco, no Couto Pereira. Anderson Aquino está suspenso e o treinador do Coritiba espera definir o substituto o mais breve possível.  “Pode ser utilizado o Geraldo, o Leonardo, o Marcos Paulo, que foi muito bem, o próprio Éverton [Ribeiro], que fez uma partida muito boa também. Vamos com calma, temos algum tempo ainda para resolver”, desconversou o treinador.


O treinador ainda adiantou que o atacante Marcos Aurélio tem remotas chances de ser relacionado para esse jogo. “O Marcos Aurélio é um jogador criativo que pode decidir um jogo numa bola, mas nós temos que trabalhar com o tipo de lesão que ele teve, a volta gradativa. Se ele estiver concentrado, quem sabe fique como opção, talvez”, declarou.


O treinador ainda adiantou que tem o time pronto na cabeça e não fará grandes mudanças no time. "A partir de segunda-feira já estaremos trabalhando, pra buscar um time bem equilibrado, que vá buscar o resultado, mas que saiba também da força do adversário, do regulamento. Embora não tenha segredo, não tem muito o que mudar”, assegurou.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.