terça-feira, 21 de Junho de 2011 09:52h Atualizado em 21 de Junho de 2011 às 10:05h. Luciano Eurides

Córrego Falso é a grande surpresa na Copa Rural

Equipe surpreende e irá decidir título com o time da comunidade dos Costas

A Copa Rural 2011 chega a grande final e sem dúvida a maior surpresa é a classificação da equipe do Córrego Falso. O time campeão do ano passado trocou todo o elenco e busca o bicampeonato. Na semifinal, eliminou o Branquinhos na casa do adversário, 2x0 no tempo normal e mesmo placar nos pênaltis. O outro finalista é Costas que venceu o Cacoco de Cima por 3x0.No aspirante Inhame fará a decisão com Costas ou Lagoa, o time do Córrego Falso não compareceu para o jogo marcado.


O Córrego Falso, embora o atual campeão tenha trocado todo o elenco (atualmente o grupo de jogadores defenderam os Branquinhos), a comunidade apostou na equipe do Colorado, campeã da Copa Divinópolis de Futebol e do Torneio do Choro e foi muito feliz na escolha. O time eliminou o favorito Cacoco de Baixo e no último domingo, na casa do adversário eliminou o também favorito Branquinhos.


Em uma boa partida de futebol o Córrego Falso lutou do início ao fim pela vitória. O Branquinhos, jogando em casa e com o apoio da torcida esteve sempre em busca do gol e chegou a fazer, na cobrança de falta a bola desviou na zaga  e enganou o goleiro Helvécio, no entanto a arbitragem marcava impedimento. O auxiliar interpretou que Paulão, em posição de impedimento entrou no ângulo de visão do goleiro e interferiu no lance. O Córrego Falso também chegava com perigo. Caldense fez boa jogada pela direita e na área encontrou o polivalente Linho, ele chutou e Vinícius defendeu, a bola subiu e Linho cabeceou para fazer 1x0. Digdal invadiu, novamente pelo lado direito do ataque e foi derrubado na entrada da área, na cobrança a bola ficou na barreira.


Para o segundo tempo o time dos Branquinhos tomou uma postura mais ofensiva. Os 25 primeiros minutos do segundo tempo a bola não deixou o sistema defensivo do Córrego Falso. Todos tentaram o gol. Paulão chegou muito perto, mas a bola foi a esquerda do gol. Helvécio estava inspirado, em uma sequência de chutes a bola desviou no zagueiro e ele foi esperto e conseguiu evitar o gol. Aos 34, Biquinho decretou a vitória do time do Córrego Falso ao acertar um chute perfeito, forte, caindo dentro do gol defendido por Vinícius.


Antes do término da partida e consciente da decisão por pênaltis o goleiro Helvécio cedeu lugar para o atacante e também goleiro Linho. Na Copa Divinópolis Linho garantiu o título para o Colorado e assumiu a postura de ir para o gol. A mudança deu resultado. Na cobrança dos pênaltis Linho pegou o chute de Paulão e Marquinhos chutou para fora. Caldense e Carlinhos fizeram para o Córrego Falso e garantiram a vaga na final.


O dirigente Dedé, da comunidade do Córrego Falso espera ansioso o bicampeonato. “Nós esperamos que sim, tem uma pedreira pela frente que é os Costas. Nosso time mostrou aqui no Branquinhos muita humildade, respeitamos muito o time do Branquinhos que é muito bom, se contava o Branquinhos na final com os Costas, como eles estavam desfalcados, nós aproveitamos a oportunidade e faturamos. Estaremos nos Costas e tenho certeza será uma bela final para todos nós assistirmos”, falou o dirigente.


O zagueiro Fernando, eleito o melhor em campo na partida, disse ter sido fruto de um trabalho e a vontade de se fazer o melhor para o time. “Muito trabalho, correria e tentei fazer meu melhor junto com meu time e vamos comemorar essa vitória”, considerou.

 

 

APIRANTES


Na primeira partida da semifinal Lagoa e Costas empataram sem gols. O Córrego Falso não compareceu no Inhame. Assim Inhame aguarda a decisão entre Costas e Lagoa para se saber quem vai para a final.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.