sábado, 14 de Fevereiro de 2015 05:58h

Cruzeiro ainda procura um armador

A procura por um armador segue difícil para a diretoria do Cruzeiro

Nesta quinta-feira, o gerente de futebol Valdir Barbosa falou sobre dois nomes colocados em pauta recentemente – Wagner, do Fluminense, e Alex, do Internacional. Além deles, o clube também tenta Felipe Gedoz, do Club Brugge-BEL, que viria para outra função no meio-campo.
O dirigente viu dificuldades na negociação com todos. “Pelo Gedoz, foi feita uma consulta junto ao Club Brugge por meio de um intermediário, mas os números apresentados foram considerados altos pelo presidente. O Wagner é um jogador que temos interesse, mas é uma situação bastante complicada devido ao ex-patrocinador (Unimed) e ao Fluminense”, disse.
“O Alex é um nome que foi falado, mas ele tem contrato com o Internacional até o final de junho. Existe ainda um agravante, já que o Inter tem que inscrever até amanhã (sexta-feira) seus jogadores para a Libertadores, porque eles jogam na terça-feira contra o The Strongest-BOL. Diante disso, e da posição do presidente (do Inter) Vitório Piffero, é muito difícil conseguir um acordo para trazer o Alex”, completou Valdir.
Desde a saída de Everton Ribeiro, o clube celeste busca um reforço para auxiliar De Arrascaeta na armação das jogadas, mas está encontrando no mercado mais dificuldades do que esperava. Ao contrário do que disse o presidente Gilvan de Pinho Tavares, na última quarta-feira, antes da partida contra o Guarani de Divinópolis, Valdir Barbosa evitou estipular um prazo para fechar a contratação do novo meia, ressaltando que a negociação por Felipe Gedoz é a mais complicada de todas.
“Estes são os jogadores que estão em pauta. O Gedoz é um pouco mais distante. É muito difícil conseguir um camisa 10 porque é uma posição diferente. Quem tem não quer vender. Então vamos aguardar. Não posso dizer se vamos contratar amanhã, sábado ou depois do carnaval”, esclareceu o dirigente.
Anunciados como os 11º e 12º reforços do Cruzeiro para a temporada, o atacante Henrique e o zagueiro Douglas Grolli foram apresentados nesta quinta-feira, na Toca da Raposa II. O primeiro chega credenciado por ser o vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano passado, ao marcar 16 gols pelo Palmeiras, enquanto o segundo tem boas referências de Luiz Felipe Scolari, que trabalhou com o defensor no Grêmio.
Henrique foi contratado junto ao Mirassol-SP e assinou contrato de um ano, com opção de renovação por mais um. O Cruzeiro tem ainda a opção de compra, ao fim do vínculo. A vinda do atacante aconteceu após uma negociação frustrada com o futebol mexicano. “Eu já tinha fechado com o Tigres, do México, mas acabou que não deu tempo de me inscrever na janela de transferências. E quando o Cruzeiro nos procurou tudo se encaminhou, e acredito que tudo tem um porquê, Deus faz as coisas no momento certo. Estou feliz de chegar ao Cruzeiro, um grande clube e espero ajudar muito”, declarou.
O centroavante, que chega para brigar por posição com Leandro Damião, teceu elogios ao novo companheiro. “Eu conhecia o Damião de jogar contra, é um cara muito humilde, simples, batalhador, de uma qualidade muito grande. Ontem no jogo ele foi muito feliz, fez os gols. Quem tem a ganhar com isso é o Cruzeiro. A gente veio para somar, qualidade dele é indiscutível”, ressaltou.
O novo reforço falou ainda do sobrenome que será obrigado a adotar no Cruzeiro por respeito ao volante Henrique. “Como ele tem muito tempo de clube, vou mudar meu nome, vai ficar Henrique Dourado. Até brinquei com meu xará ontem e definimos assim”, disse.

Grolli
Segundo o gerente de futebol, Valdir Barbosa, o zagueiro Douglas Grolli chega credenciado pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Um dos destaques da Chapecoense no ano passado, o defensor trabalhou um tempo com Felipão no Grêmio, clube que detinha os seus direitos econômicos, e comemorou a oportunidade no Cruzeiro. “Nem sabia dos elogios, me pegaram de surpresa. É sempre bom receber elogios de uma referência do nosso futebol. Estou feliz, uma oportunidade única e trabalhei para isso chegar. Agora espero retribuir esses elogios jogando bem com a camisa do Cruzeiro”, destacou.
O Cruzeiro comprou 70% dos direitos econômicos de Grolli junto ao Grêmio. O zagueiro assinou contrato por três anos. De acordo com Valdir Barbosa, tanto o defensor quanto Henrique Dourado estão regularizados e à disposição do técnico Marcelo Oliveira.
Com Henrique Dourado e Douglas Grolli, o Cruzeiro chega a doze reforços para a temporada. Antes, o clube celeste já havia anunciado os laterais Mena, Pará e Fabiano, o zagueiro Paulo André, os volantes Felipe Seymour e Willians e o meia Arrascaeta e os atacantes Leandro Damião, Joel e Riascos.
Outros reforços ainda estão para chegar. O presidente Gilvan de Pinho Tavares confirmou que ainda busca um armador. Gabriel Xavier, da Portuguesa, Wagner, do Fluminense, e outro jogador não revelado estão na pauta da diretoria.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.