terça-feira, 13 de Maio de 2014 06:19h

Cruzeiro apostando na força do elenco

O Cruzeiro entrou em campo neste domingo, no Independência, com dez jogadores considerados reservas para enfrentar o time titular, porém desfalcado, do Atlético.

Vindo de duas vitórias com os suplentes, contra Bahia e Atlético-PR, o time celeste acabou sendo derrotado pelo arquirrival por 2 a 1, de virada, e perdeu a invencibilidade na competição nacional.
O técnico, Marcelo Oliveira, apesar de insatisfeito com a derrota, se mostrou contente com o rendimento dos jogadores em campo, contra o maior rival da Raposa. “Foi um jogo bem competitivo. Hoje os jogadores se apresentaram bem aqui. Utilizamos um time alternativo que jogou de igual para igual com o Atlético, competiu muito e se esforçou muito durante toda a partida”, disse Marcelo.
Bastante incomodado com a arbitragem de Heber Roberto Lopes e com os erros da auxiliar, Fernanda Colombo, o técnico cruzeirense reclamou de alguns lances e disse que, pelo investimento que o Cruzeiro faz em futebol, não podem acontecer com tanta frequência. Com a derrota no clássico, o Cruzeiro permaneceu com sete pontos e agora é o quarto colocado na tabela de classificação. "Teve um pênalti claríssimo no Luan e um erro clamoroso do árbitro. Em outro lance, a bandeira errou e marcou impedimento do Alisson. Isso nos prejudica muito. Aconteceu também contra o Bahia e o São Paulo. Tem que haver uma providência, pois isso atrapalha muito o trabalho que vem sendo feito. Você perde um jogo que poderia ter um rumo totalmente diferente", disse Oliveira.
Pensando no próximo desafio, na quarta-feira, contra o San Lorenzo, pela Libertadores, Marcelo Oliveira destaca o espírito de luta e de competitividade do grupo cruzeirense. “O Cruzeiro sempre que precisa está mostrando uma resposta muito positiva. É um grupo muito comprometido e o espírito tem que ser o mesmo na quarta-feira, de muita luta, mostrando organização, não se abatendo em momento algum”, observou o comandante do atual campeão brasileiro.
Cruzeiro e San Lorenzo se enfrentarão pelo jogo de volta das quartas de final da competição mais importante do continente e o time argentino vem para o Brasil jogando por um empate para se classificar para a próxima fase. Para avançar e continuar na busca pelo tricampeonato, o Cruzeiro precisa vencer o time de coração do Papa Francisco por dois gols de diferença. Caso vença por 1 a 0, o time celeste levará a partida para as penalidades. Qualquer outro placar, com diferença de um gol, dará a classificação para os argentinos, por causa do critério de gols fora de casa. A partida será nesta quarta, às 22h, no Mineirão.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.