quinta-feira, 19 de Julho de 2012 09:23h Gazeta do Oeste

Cruzeiro bate a Lusa por 2 a 0 no Canindé

O Cruzeiro não foi brilhante, mas jogou o suficiente para derrotar a Portuguesa por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Canindé com grande presença da torcida celeste. Os gols foram anotados no segundo tempo.

O Cruzeiro não foi brilhante, mas jogou o suficiente para derrotar a Portuguesa por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Canindé com grande presença da torcida celeste. Os gols foram anotados no segundo tempo. Wellington Paulista marcou de pênalti, sofrido por Borges, aos 33. Cinco minutos depois, Borges ajeitou de cabeça para Diego Renan, que selou a vitória em um chute forte, por baixo de Dida.

 

Com o triunfo, o Cruzeiro chegou aos 17 pontos e se manteve vivo na briga pelo G-4 do Brasileirão, na sexta colocação, a um ponto do Grêmio, quarto lugar. Na próxima rodada, o clube celeste recebe o Flamengo, no domingo, às 16h, no Independência. Já a Portuguesa enfrenta o Corinthians no sábado, às 21h, no Pacaembu.

 

O primeiro tempo da partida foi de pouquíssimas chances para ambos os lados. O Cruzeiro, com maior posse de bola, não conseguia levar perigo ao gol adversário. Somente aos 15 minutos Montillo conseguiu uma boa escapada pela direita. O argentino foi à linha de fundo e cruzou na pequena área para Wellington Paulista, mas a zaga da Lusa cortou antes, mandando a escanteio.

 

Quem teve a primeira chance clara de gol, porém, foi a equipe da casa. Aos 17, o zagueiro Rogério conduziu pela esquerda e cruzou para Diego Viana, que cabeceou forte, sozinho, próximo à pequena área, por cima do gol de Fábio. A bola passou rente ao travessão.

 

De emoção, os 45 minutos iniciais se resumiram a este lance. O clube celeste voltou para a segunda etapa com a mesma formação, porém mais motivado. A equipe de Celso Roth acabou criando mais oportunidades. Mas, se no primeiro tempo faltaram chances, no segundo a equipe desperdiçou as várias que criou.

 

Logo aos 3 minutos, Borges foi lançado em profundidade, com dois marcadores, tirou os zagueiros, mas chutou fraco na área, para defesa do goleiro Dida. Quatro minutos depois, o clube celeste chegou novamente. Borges ajeitou para Wellington Paulista, na entrada da área, que bateu por cima do gol.

 

Aos 14, Paulista voltou a receber bola na entrada da área, sem marcação. O atacante ajeitou no peito e desperdiçou a oportunidade, chutando por cima da meta de Dida. Depois de esboçar bom momento na partida, o Cruzeiro voltou a criar poucas chances, a exemplo do adversário.

 

Aos 31 minutos, Wellington Paulista lançou Borges na área e o centroavante foi derrubado pelo zagueiro Rogério. Pênalti incontestável. O defensor, que já tinha cartão amarelo, acabou expulso. Paulista cobrou com personalidade, no canto inferior direito de Dida.

 

Cinco minutos depois, Borges ajeitou de cabeça para Diego Renan, que carregou a bola até a área e chutou forte, por baixo de Dida, selando a importante vitória cruzeirense. Por pouco não virou goleada. Um bate-rebate na zaga da Lusa aos 42 minutos sobrou para Montillo, que chutou forte, no canto, mas Ferdinando salvou, em cima da linha.

 

 

 

 

 

 

 

SUPERESPORTES

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.