quarta-feira, 22 de Outubro de 2014 06:27h Atualizado em 22 de Outubro de 2014 às 06:38h.

Cruzeiro com uma mão na taça

Há várias rodadas o Cruzeiro é apontado por matemáticos como o candidato mais forte ao título brasileiro

Há várias rodadas o Cruzeiro é apontado por matemáticos como o candidato mais forte ao título brasileiro e, após o triunfo sobre o Vitória, a situação celeste ficou ainda mais tranquila, já que a vantagem para o segundo colocado aumentou de seis para sete pontos. Se depender do retrospecto da Raposa contra os próximos adversários até o fim do campeonato, a taça está garantida.
Dos nove confrontos que faltam para o Cruzeiro até dezembro, a equipe não perdeu nenhum deles no primeiro turno. Foram seis vitórias e três empates, aproveitamento de 77,7%.
Adversário desta quarta-feira, no Mineirão, o Palmeiras não foi páreo para a Raposa e caiu no Pacaembu, no duelo da 11ª rodada. Figueirense, Santos, Grêmio, Goiás e Chapecoense também perderam para o time celeste, enquanto Botafogo, Criciúma e Fluminense, todos atuando como mandantes, não superaram os mineiros. Apesar dos tropeços recentes, o Cruzeiro ainda sustenta, desde a 16ª rodada, uma distância de, pelo menos, quatro pontos para o segundo colocado, o que mostra a dificuldade dos rivais de encostarem.
Coincidentemente, o time celeste voltou a vencer depois do retorno de Everton Ribeiro. Sem o armador, a Raposa perdeu três jogos seguidos – Corinthians e Flamengo no Campeonato Brasileiro e ABC na Copa do Brasil. Para o camisa 17, uma coisa não tem a ver com a outra. “Acho que foi coincidência. Depois de uma sequência de derrotas, o time inteiro queria ganhar. Só vim para ajudar, todos deram o melhor e a equipe conseguiu uma vitória importante”, afirmou.
O desembarque da Raposa na capital mineira, na manhã desta segunda-feira foi de total contentamento, após o importante triunfo frente ao Vitória por 1 a 0, gol de Dedé. Os jogadores foram liberados das atividades e voltaram a treinar nesta terça-feira, às 15h30, na Toca Da Raposa II.
Um dos mais satisfeitos na chegada a Belo Horizonte foi o meia Everton Ribeiro. Imprescindível para o time celeste, o camisa 17 fez uma partida brilhante diante do Vitória, com lances geniais e ótimas assistências aos companheiros. “É muito bom estar de volta. E retornamos com mais confiança. Estava com saudade de Belo Horizonte e do Cruzeiro, que é um time que me acolheu muito bem. Estou feliz de estar de volta, principalmente com uma vitória”, disse Ribeiro.
Após o sucesso da partida deste domingo, a Raposa abriu distância em relação ao segundo colocado na tabela de classificação. A vantagem agora é de sete pontos podendo aumentar para dez no confronto de quarta-feira, contra o Palmeiras, às 19h30, no Mineirão. “É importante para a gente aumentar a vantagem ao mesmo tempo em que diminuem as rodadas. Mas temos que ter calma, não podemos ir empolgando, porque ainda tem uma caminhada longa”, completou o camisa 17.


Classificação e Probabilidades segundo chancedegol.com.br

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.