quarta-feira, 11 de Janeiro de 2012 12:32h Luciano Eurides

Cruzeiro começa a tomar corpo para temporada

O Cruzeiro entra na segunda semana de treinamentos da pré-temporada e os jogadores seguem os trabalhos na Toca da Raposa II, onde todo o elenco está concentrado. Nesta semana, além dos exames e dos testes físicos, a Comissão Técnica deu início aos treinos técnicos, com bola, nos campos do centro de treinamentos.
O Cruzeiro não conseguiu em 2011 um titular absoluto para a lateral direita, todos os jogadores que passaram pelo setor não corresponderam, casos de Pablo e Vitor, que acabou devolvido ao Palmeiras. Para solucionar o problema, o clube deve apostar as fichas em Marcos, que estava emprestado ao Bahia e volta disposto a assumir a camisa 2 “Já passei por aqui. Sei o quanto essa camisa pesa. Acho que é difícil jogar aqui, mas tem que estar preparado. Quando passei por aqui, era mais novo. Agora, venho com mais experiência. Rodei, voltei e quero me firmar com a camisa do Cruzeiro”, declarou.
O jogador sabe das dificuldades que vai enfrentar, mas garante que não vai faltar empenho e trabalho para conquistar a titularidade da Raposa. “Claro que é difícil, mas trabalho todo dia para ganhar a titularidade e manter o ritmo de jogo. Acho que tenho que estar preparado. No futebol, todos os times passam por cobrança. Temos que trabalhar para estar firme”, afirmou.
Marcos revela que passou por alguns problemas no Bahia, mas acredita que teve uma boa passagem pela equipe baiana, mas não esconde que o desejo de voltar ao Cruzeiro era grande. “Passei um momento difícil lá. Mas, graças a Deus, tive determinação, vontade. Consegui dar a volta por cima e terminei o ano bem. O Vagner Mancini pediu para que eu voltasse, já vinha acompanhando meu trabalho. Estou de volta à boa casa”, comentou.
O ano de 2012 começa com otimismo na Toca da Raposa e ninguém quer mais se lembrar do final da temporada passada. A ordem é virar a página e projetar dias melhores. Os jogadores creem que tudo será diferente, até mesmo o trabalho do comandante, que enfim, poderá implantar melhor seu estilo com um grupo mais fortalecido.
É o que pensa, por exemplo, o zagueiro Léo. Ele acredita que a manutenção do técnico Vágner Mancini é crucial para que a temporada que se inicia seja diferente. “Claro que no ano passado ele não conseguiu fazer tudo o que queria, pois teve pouco tempo de trabalho. Agora o Mancini começa a trabalhar e a montar a equipe desde o início e pode colocar sua cara. Com os jogadores que estão chegando, temos tudo para fazer um ano muito bom”, disse.
O atleta também reafirma o discurso de Roger e Leandro Guerreiro ao atestar que a equipe entra mais preparada para disputar os campeonatos que vêm pela frente. “Vejo o grupo mais fortalecido com algumas peças no meio-campo, algumas características diferentes. Sempre quando chega um jogador ele vem para somar. Cada um quer mostrar serviço e quem ganha é o Cruzeiro”, declarou.
A Raposa contratou a melhor dupla de zaga da Segunda Divisão do último passado. Mateus, da Portuguesa e Thiago Carvalho, do Boa Esporte se juntam a mais três atletas no setor defensivo: Cribari, Victorino e Léo, que mostrou conhecimento acerca dos dois novos companheiros. “São jogadores de qualidade, que foram observados e que foram escolhidos pela diretoria e pela comissão técnica. Eles vieram para nos ajudar e quem tem a ganhar é o Cruzeiro. A competitividade sempre vai existir, e isso faz com que todos melhores seus níveis durante a temporada”, disse.
Porém, Léo lembrou que a responsabilidade dos gols sofridos não é apenas da zaga e sim de todos. “A defesa em si não é formada somente pelos zagueiros. Envolve os laterais, os volantes. A gente estando bem postado, bem posicionado, isso favorece à defesa”, apontou.

 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.