segunda-feira, 25 de Julho de 2016 16:06h Site Oficial do Cruzeiro

Cruzeiro cria chances, mas acaba sofrendo revés para o Sport

Com isso, Paulo Bento deixa o comando técnico do Cruzeiro Esporte Clube

recebeu o Sport na tarde deste domingo, no Mineirão, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, e acabou sofrendo um revés pelo placar de 2 a 1. Apesar de ter criado inúmeras chances durante todo o jogo, a Raposa conseguiu marcar o seu tento somente aos 46 minutos do segundo tempo. Antes disso, os pernambucanos já haviam balançado a rede por duas vezes com o atacante Rogério.  

Depois desse resultado negativo, o Time do Povoterá uma semana de treinos até o seu próximo compromisso. No domingo, último dia do mês, a equipe estrelada enfrentará o Santos, às 16h, na Vila Belmiro, pela 17ª rodada do Brasileirão.

 

 

O jogo

Com uma escalação ofensiva, o Time do Povo iniciou a partida pressionando os pernambucanos. O primeiro ataque aconteceu logo aos três minutos, quando Arrascaeta roubou a bola no campo de ataque e acionou Ramón Ábila, que avançou livre e tentou acionar Rafael Sóbis, dentro da área, mas teve o passe interceptado pela defesa rival.

Em busca do primeiro gol, a Raposa continuava levando perigo para os visitantes. Na marca dos oito minutos, Arrascaeta foi à linha de fundo e cruzou para Sóbis, que não conseguiu dominar. Na sobra, Willian arriscou de primeira e por pouco não acertou o ângulo esquerdo de Magrão.

 

 

Um pouco mais tarde, aos 13 minutos, o Maior de Minas chegou novamente. Desta vez, Willian aproveitou um vacilo dos recifenses e deu ótima assistência para Ábila. O argentino optou pelo cruzamento, a bola bateu em Matheus Ferraz e voltou para ele. Com boa visão de jogo, o artilheiro apenas escorou para Arrascaeta, que finalizou sobre o travessão do Sport.

Já aos 21 minutos, após excelente lançamento de Léo, Lucas encontrou Arrascaeta, que desperdiçou uma grande oportunidade, ao finalizar para fora, próximo à pequena área. Posteriormente, perto dos 30 minutos, Magrão evitou a inauguração do placar, ao espalmar um chute de Willian, à queima-roupa.

 

 

Apesar de não ter criado nenhuma chance clara durante a maior parte da etapa inicial, os comandados de Oswaldo de Oliveira demonstraram efetividade. Aos 37 minutos, na sua primeira finalização, os visitantes abriram o marcador. O tento foi anotado por Rogério, que recebeu de Diego Souza e concluiu com precisão, superando Fábio. Sport 1 x 0.

Nos minutos finais do primeiro tempo, a esquadra cruzeirense ainda chegou por mais duas vezes, com Ábila e Sóbis. Enquanto a finalização do argentino foi forte, mas sem direção, a do camisa 7 parou em outra intervenção de Magrão.

 

 

2º tempo

No começo da segunda etapa, o Cruzeiro manteve a mesma postura ofensiva e levou perigo aos quatro minutos. A jogada teve início com Edimar, que foi à linha de fundo e cruzou na medida para Willian. O atacante finalizou de primeira e viu a bola sair acima do travessão adversário.

Apesar da pressão celeste, foi o Sport que conseguiu balançar a rede. Aos cinco minutos, Everton Felipe recebeu na linha central, fez boa jogada individual e passou para Rogério, que concluiu com perfeição, no ângulo, sem chances para o goleiro da Raposa. Sport 2 x 0.

 

 

Mesmo com a desvantagem no placar, o Time do Povo não desanimou. Aos 14 minutos, Arrascaeta cobrou falta rapidamente, na intermediária, e acionou Ábila. No lado esquerdo da grande área, o camisa 50 arriscou de canhota, para fora.

Quatro minutos depois, Ábila dividiu com Magrão e, na sequência, Bruno Rodrigo cabeceou. A conclusão do zagueiro entraria, mas, quase em cima da linha, Rodney Wallace apareceu para salvar a agremiação de Pernambuco.

Só dava Cruzeiro. Aos 21 minutos, Ábila foi acionado por Willian e tocou na saída do goleiro rival, que desviou para linha de fundo, com a ponta dos dedos. Logo em seguida, Rafael Sóbis arriscou de longe e viu a bola passar a centímetros do gol.

 

 

 

Quando o cronômetro marcava 29 minutos, Magrão operou um verdadeiro milagre. Após conclusão rasteira de Rafael Sóbis, perto da pequena área, o guarda-metas se esticou todo para espalmar com a mão esquerda. Na sequência, a bola ainda bateu na trave antes de sair.  

Aos 39 minutos, Arrascaeta cobrou falta e Bruno Rodrigo acertou o travessão. Seis minutos depois, Sóbis tentou e parou novamente no experiente goleiro. No minuto seguinte, Arrascaeta cruzou, Douglas Coutinho arrematou e Willian empurrou para o fundo da rede. Cruzeiro 1 x 2.

 

 

PAULO BENTO

Com mais essa derrota do Cruzeiro, Paulo Bento não é mais o treinador do Cruzeiro. A decisão sobre a saída do profissional foi tomada em uma reunião agora cedo pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares. Com Paulo Bento deixam também o Clube os quatro profissionais que fazem parte da comissão técnica do treinador.  O Cruzeiro vai estudar agora o nome de um substituto para a função. Paulo Bento comandou o Cruzeiro em 17 jogos, obtendo 6 vitórias, 3 empates e 8 derrotas.

 

 

 

MANO MENEZES 

Segundo o site "O Tempo" o treinador Mano Menezes volta a comandar o Cruzeiro após sete meses de sua passagem frustrante pelo futebol chinês. http://www.otempo.com.br/superfc/mano-menezes-est%C3%A1-de-volta-ao-cruzeiro-ap%C3%B3s-sete-meses-1.1343568

 

Mano Menezes é o novo técnico do Cruzeiro. Após a demissão do português Paulo Bento, no início da tarde desta segunda-feira, a diretoria do Cruzeiro não perdeu tempo e convidou o ex-treinador celeste para reassumir o cargo que deixou, no fim de 2015. 
 

No comando do Cruzeiro, foram 16 jogos, com oito vitórias, seis empates e duas derrotas, livrando a equipe da crise no Brasileirão 2015. Quando já estava se preparando para dar sequência ao trabalho na Raposa na temporada seguinte, o gaúcho recebeu uma oferta milionária do Shandong Luneng-CHN, considerada irrecusável. No futebol chinês, antes de ser demitido, foram 21 jogos (venceu sete, empatou sete e perdeu outras sete) e apenas seis meses de trabalho, deixando o clube nas últimas posições da liga local.

 

 

Mano confirmou que recebeu o convite pelo vice-presidente Bruno Vicintin depois de meio dia. Eles acertaram uma nova conversa para oficializar o acordo. A volta dele ao Brasil já está sendo negociada. Ele tem retorno previsto para apenas no dia 31, porém, como passa férias na Europa, a vinda para Belo Horizonte será facilmente antecipada.


A diretoria do Cruzeiro informou, via assessoria de comunicação, que iniciou, após a demissão de Paulo Bento, conversas com uma "série de nomes" de treinadores, entre eles Mano Menezes, mas negou que tenha fechado acordo com o comandante até o momento.

 

Créditos: Site Oficial do Cruzeiro / Jornal O Tempo

 

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.