quarta-feira, 30 de Abril de 2014 05:23h

Cruzeiro define o futuro dele na Libertadores

O futuro do Cruzeiro na Libertadores depende de gols.

No confronto decisivo diante do Cerro Porteño, nesta quarta-feira, em Assunção, a Raposa precisa vencer ou empatar (a partir de 2 a 2) para ficar com a vaga. E neste ponto o técnico Marcelo Oliveira conta com a ajuda dos homens de defesa. São deles os três gols marcados pelo time celeste fora de casa na Libertadores.

O zagueiro Bruno Rodrigo, que vive uma temporada de artilheiro, marcou contra Real Garcilaso e Universidad de Chile, no mesmo jogo que o lateral-esquerdo Samudio fez seu primeiro gol com a camisa celeste. O Cruzeiro venceu a La U por 2 a 0 em Santiago e ficou com a segunda vaga do grupo.

Bruno Rodrigo e Samudio também ajudaram o time com gols no Mineirão. O primeiro balançou as redes na vitória por 3 a 0 sobre o Garcilaso, enquanto o paraguaio fez o gol que evitou a derrota para o Cerro.

Além da boa participação dos homens de defesa no ataque, o técnico, Marcelo Oliveira, tem um importante reforço na frente. Recuperado de uma lesão na coxa direita, o atacante, Dagoberto, está com a delegação que desembarcou no final desta manhã em Assunção.  “Estou me sentindo bem e pronto para ajudar se o treinador precisar de mim”, avisou o atacante.

Marcelo Oliveira ainda não confirmou se Dagoberto volta ao time titular. Ele deve anunciar a equipe na noite desta terça-feira, após o treino no estádio General Pablo Rojas, local do confronto.  A atividade será às 19h.

Adversário
O empate sem gols classifica o Cerro Porteño. No entanto, a defesa paraguaia não conseguiu passar em branco em nenhuma das partidas disputadas em casa. Foram quatro gols sofridos, sendo dois no último confronto, diante o Deportivo Cali.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.