sexta-feira, 4 de Março de 2016 11:11h

Cruzeiro e Atlético multados pela prática de veto na atuação de jogadores

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu Atlético e Cruzeiro em R$ 10 mil, cada um, por terem proibido a participação dos atacantes André e Riascos nos jogos contra Sport e Vasco, respectivamente, no Campeonato Brasileiro do ano passado

O clube carioca e o pernambucano também foram multados no mesmo valor pelo chamado ‘acordo de cavalheiros’. A decisão foi em última instância e, portanto, não cabe recurso.
No mesmo julgamento, o tribunal absolveu Corinthians, Flamengo, Internacional, Grêmio, Coritiba, Palmeiras, Goiás e São Paulo. A prática de veto na atuação de jogadores, cedidos temporariamente ou definitivamente, é proibida pela FIFA e no artigo 33 do Regulamento de Registro e Transferência 2015 da CBF.

 


O Procurador-Geral do STJD, Paulo Schmitt, ressaltou que existe uma regra criada pela CBF e que deve ser cumprida pelos clubes. Ele ainda explicou porque alguns clubes se livraram da multa. “Esses clubes devem responder por isso e, para a Procuradoria, devem ser condenados, exceto os atletas que tem a comprovação de que não atuaram por lesão ou por comprovação específica”, justificou.

 

 


Relator do processo, o auditor Paulo Salomão Filho citou atletas que não se enquadram na infração por possuírem comprovação de que não puderam atuar, atletas com contratos firmados antes do início da nova regra e atletas que não estavam em caráter de empréstimo e sim definitivo.
Emprestado pelo Atlético ao Sport em 2015, André disputou o Campeonato Brasileiro pelo Leão da Ilha e foi o artilheiro da equipe com 13 gols. No entanto, pelo acordo de empréstimo, o atacante não enfrentou o Galo nos dias 8 de julho, no Mineirão, e 18 de outubro, na Ilha do Retiro.

 

 


O mesmo aconteceu com Riascos. Emprestado pelo Cruzeiro ao Vasco, o atacante colombiano não enfrentou o ex-clube nos dois jogos pelo Brasileirão, em 13 de junho, em São Januário, e 16 de setembro, no Mineirão.
Em primeira instância, Corinthians, Flamengo, Internacional, Grêmio, Coritiba, Sport e Atlético foram advertidos, enquanto Palmeiras, Goiás, Cruzeiro, São Paulo e Vasco absolvidos.

 


Atlético tem multa reduzida por cusparadas em Tite
No Pleno do STJD, o Atlético conseguiu reduzir a punição imposta em primeira instância pelas cusparadas de alguns torcedores contra o técnico Tite na partida contra o Corinthians, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado. Por maioria dos votos dos auditores, o clube alvinegro teve a multa diminuída de R$ 35 mil para R$ 20 mil.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.