sexta-feira, 19 de Outubro de 2012 16:01h Gazeta do Oeste

Cruzeiro é derrotado pelo Trentino por 3 sets a 0 e é vice-campeão mundial

O sonho do Mundial de Clubes se desvaneceu. Na final, o Cruzeiro acabou derrotado pelo Trentino, por 3 a 0, na Aspire Dome, em Doha, no Catar. As parciais foram de 25 a 18, 25 a 15 e 29 a 27. Com o resultado, a equipe do técnico Radostin Stoytchev conquistou o tetracampeonato mundial.

Experiente, o time italiano mostrou, logo de cara, os pontos fortes: o saque bem encaixado e o bloqueio eficiente.

Liderado pelo oposto tcheco Stokr, o Trentino conseguiu abrir uma vantagem confortável em poucos minutos. Pelo lado celeste, o habilidoso levantador William, um dos fatores de desequilíbrio para os títulos da Superliga, Mineiro e Sul-Americano, não conseguiu o mesmo desempenho. Wallace, outro jogador importante, também foi ofuscado. Em 23 minutos os italianos fecharam o set por 25 a 18.

No segundo set, a equipe italiana ainda continuou mais incisiva, fazendo-se valer de um bloqueio consistente, principalmente pela preponderância do ponteiro bulgaro Kaziyski, um dos destaques da final.

O Trentino seguiu à frente do placar durante todo tempo. O Cruzeiro, por sua vez, chegou a encostar, mas não manteve o ritmo e saiu derrotado por 25 a 15, em 25 minutos.

O técnico Marcelo Mendez, para o terceiro set, cobrou mais agressividade, e foi devidamente atendido. O Cruzeiro entrou mais concentrado. O oposto Wallace virou bolas importantes e foi fundamental na reação no set, fazendo 18 a 17, passando à frente no placar pela primeira vez.

Os erros não forçados, no entanto, principalmente em saques, definiram o mais equilibrado dos sets ao Trentino. Em 32 minutos, a equipe italiana venceu por 29 a 27. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.