segunda-feira, 16 de Julho de 2012 08:44h Gazeta do Oeste

Cruzeiro é dominado e perde para o Grêmio em casa

O Cruzeiro acabou sendo dominado pela forte equipe do Grêmio e acabou sendo goleado por 3 a 1 na Arena Independência. Nem mesmo a expulsão de Werley no fim do primeiro tempo foi capaz de mudar a realidade da partida

Falta de inspiração no meio campo, falhas na marcação e pouco entrosamento no ataque. Mesmo atuando dentro de seus domínios, o Cruzeiro acabou sendo dominado pela forte equipe do Grêmio e acabou sendo goleado por 3 a 1 na Arena Independência. Nem mesmo a expulsão de Werley no fim do primeiro tempo foi capaz de mudar a realidade da partida desta tarde de domingo.

 

Os gols do confronto no Gigante do Horto foram anotados por Wellington Paulista para o Cruzeiro e os ex-celestes Kleber e Marcelo Moreno, com este último anotando dois tentos. O resultado deixa o Cruzeiro na décima colocação e o Grêmio no sexto lugar.

 

Na próxima rodada, Cruzeiro tentará a reabilitação contra a Portuguesa. A partida será às 20h30 desta quarta-feira, em solo paulista. Já o Grêmio recebe o Sport às 19h30 no mesmo dia.

 

Defesa segura e Borges assusta

 

Os primeiros minutos do confronto mostraram um duelo truncado e os perigos acontecendo em faltas perto de ambas as áreas. Everton era destaque da marcação pelo lado direito, enquanto no ataque celeste Borges e Wellington Paulista começavam a se entender, com o estreante se fazendo presente na área gremista e WP atuando pela lateral direita.

 

O primeiro e único lance de perigo do Cruzeiro no primeiro tempo aconteceu com Borges aos 17 minutos. Leandro Guerreiro levantou para a área adversária e o atacante celeste cabeceou para a boa defesa de Marcelo Grohe. A torcida se empolgou e viu a Raposa crescer na partida.

 

Falha dupla e 2 x 0 no placar

 

O ímpeto ofensivo da equipe estrelada abriu falhas na marcação e o Grêmio aproveitou para surpreender e abrir o marcador. Everton não acompanhou a marcação pela esquerda e deixou Elano cruzar para Marcelo Moreno testar para o fundo do gol aos 26 minutos.

 

Bastou mais três minutos para o Tricolor aproveitar novo vacilo celeste pela direita e anotar o segundo gol. Tony avançou em velocidade pela direita, Everton não acompanhou e a bola chegou nos pés de Marcelo Moreno, que tocou para Kleber finalizar e colocar 2 x 0 no placar.

 

Everton vaiado; Werley expulso

 

Enquanto Montillo e Tinga tinham dificuldades para armar as jogadas pelo meio, Zé Roberto e Elano aproveitavam as falhas pelas laterais e as jogadas de pivô de Kleber para tentar chegar ao gol do adversário. Vaiado pela torcida, Everton começou a receber maior assistência de Marcelo Oliveira pela esquerda visando melhorar a marcação no setor.

 

Enquanto o Cruzeiro tentava se ajeitar, a esperança de reação foi vislumbrada aos 43 minutos, quando Werley cometeu falta em Montillo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

 

Mudanças, vantagem numérica... Gol do Grêmio

 

Com o intuito de dar mais ofensividade e domínio ao meio campo de sua equipe, Celso Roth acionou Fabinho e Souza nas vagas de Diego Renan e Everton, respectivamente. Luxa reforçou a zaga desfalcada pela expulsão de Werley (Vilson - Kleber) e apostou nos contra-ataques para surpreender o time mandante.

 

Com Montillo pouco inspirado e a marcação gremista funcionando, o Cruzeiro mantinha a dificuldade em encontrar o gol de Marcelo Grohe mesmo com um homem a mais em campo. Como consequência disto, o golpe crucial do Tricolor veio aos 20 minutos, novamente com Marcelo Moreno. Souza limpou a marcação pela esquerda e cruzou para o atacante tricolor encontrar espaço entre três adversários e ampliar o marcador: 3 x 0.

 

Cruzeiro pressiona e faz o gol de honra

 

Com a desvantagem no placar, o Cruzeiro partiu desesperadamente para o ataque. A defesa gremista continuou firme, enquanto no meio campo Zé Roberto era o maestro do Tricolor, que ainda assustou o goleiro Fábio nos minutos finais. Acionado aos 24 minutos, Anselmo Ramon quase anotou um golaço de bicicleta, mas Marcelo Grohe estava atento e fez linda defesa.

 

Já nos acréscimos, Wellington Paulista fez, de pênalti, o gol de honra do Cruzeiro. Basta à equipe cruzeirense agora mudar o foco para a Portuguesa e tentar sair do jejum de vitórias, que já dura três partidas.

 

 

 

 

 

O TEMPO

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.