terça-feira, 25 de Setembro de 2012 12:16h Gazeta do Oeste

Cruzeiro é pauta de julgamento no STJD

Após a derrota de 1 a 0 para o São Paulo, na tarde deste domingo, no estádio do Morumbi, em São Paulo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Celso Roth fez uma análise da atuação do Cruzeiro.

O Tribunal Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) irá julgar, na manhã da próxima sexta-feira, o recurso requerido pelo departamento jurídico do Cruzeiro Esporte Clube relativo às punições impostas ao Clube e dirigentes em julgamento realizado no dia 5 de setembro, no Rio de Janeiro-RJ, pelos incidentes ocorridos no jogo contra o Atlético-MG, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, dia 26 de agosto.

 


O julgamento do recurso será realizado às 10h de sexta-feira, na Sede Administrativa da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Goiás, em Goiânia. Os advogados Sérgio Rodrigues e Carlos Portinho representarão o Cruzeiro no julgamento.

 


A Raposa foi punida com a perda do mando de campo em seis partidas, além de multa de R$ 64 mil e suspensão, por 30 dias, do diretor de futebol Alexandre Mattos, do gerente de futebol Valdir Barbosa e do diretor de comunicação Guilherme Mendes.

 


O departamento jurídico do Cruzeiro entrou com pedido de efeito suspensivo até que o julgamento do recurso seja realizado. O STJD não concedeu o efeito suspensivo sobre a punição da perda do mando de campo de seis jogos. Em relação à multa de R$ 64 mil imposta ao Cruzeiro e também à suspensão de 30 dias ao diretor de comunicação do Clube, Guilherme Mendes, o Tribunal Pleno concedeu efeito suspensivo integral.

 


Já sobre a punição de 30 dias de suspensão ao diretor de futebol Alexandre Mattos e ao gerente de futebol Valdir Barbosa, o STJD concedeu efeito suspensivo parcial, com os dirigentes tendo que cumprir 15 dias de suspensão, período que se encerrou na última sexta-feira.

 


Após a derrota de 1 a 0 para o São Paulo, na tarde deste domingo, no estádio do Morumbi, em São Paulo-SP, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Celso Roth fez uma análise da atuação do Cruzeiro. Para o treinador, a Raposa teve uma atuação em que mostrou solidez, controle do jogo, e disse que, apesar de o adversário não ter feito uma grande partida, conseguiu a vitória. Ainda segundo Roth, o Cruzeiro sentiu as mudanças forçadas pelas contusões de Wallyson, Wellington Paulista e Charles. “Eu acho que o jogo foi absolutamente controlado pelo Cruzeiro. No primeiro tempo, o Cruzeiro foi muito melhor do que o São Paulo, que estava nervoso. No segundo tempo também, e aí nós começamos a perder jogadores, e isso desequilibrou.

 

Desequilibrou já no final do primeiro tempo (quando saíram Wallyson e Wellington Paulista e entraram Souza e Borges), porque os jogadores entram frios, e nós já tivemos algumas dificuldades. Tentamos, no intervalo, saímos em cima do São Paulo e, com a saída do Charles, aí ficou complicado. Ele estava muito bem no jogo. Os três com lesões sérias. O menino Lucas (Silva) entrou, mas não tem a mesma experiência do Charles, é promissor, mas ainda precisa amadurecer, e nós tivemos problemas no jogo. O São Paulo achou o gol. Parabéns ao São Paulo, que sai daqui (do Morumbi) sem merecer a vitória, mas conseguiu a vitória. Futebol é assim, há momentos e momentos”, disse Roth.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.