sexta-feira, 17 de Junho de 2016 15:22h Site Oficial do Cruzeiro

Cruzeiro é superado pelo Flamengo em jogo da 8ª rodada do Brasileiro

O Maior de Minas recebeu o Flamengo na noite desta quarta-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte-MG, e sofreu um revés pelo placar de 1 a 0

O gol dos cariocas nesse duelo, válido pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi marcado por Réver, ainda no primeiro tempo. Durante a segunda etapa, a Raposa pressionou o adversário, mas não conseguiu superar a marcação imposta pelos visitantes.

Agora, o Cruzeiro retoma os treinos na Toca II, onde irá se preparar para mais um importante compromisso. No próximo domingo, o Time do Povo estará em Porto Alegre-RS para enfrentar o Grêmio, às 19h, na Arena do clube sulista, também pelo certame nacional.

 

 

O jogo

Com uma formação diferente da habitual, o Maior de Minas começou o duelo impondo o seu ritmo de jogo e pressionando o rival no campo de defesa do mesmo. A primeira chegada cruzeirense aconteceu logo aos três minutos, quando Arrascaeta cobrou falta pela esquerda e Réver afastou para linha de fundo.

A resposta flamenguista veio aos 12 minutos, em bola alçada por Alan Patrick para a área cruzeirense, que terminou com uma finalização perigosa de Réver. O zagueiro carioca disputou com a defensiva celeste pelo alto e viu a conclusão sair ao lado da trave defendida por Fábio.

Aos 22 minutos, a esquadra comandada por Zé Ricardo voltou atacar. Desta vez, Jorge deu boa assistência para o atacante Felipe Vizeu, que girou o corpo e chutou de canhota, no contra pé do goleiro cinco estrelas, que nada pôde fazer e apenas acompanhou a trajetória da bola. Na sequência, o Flamengo chegou novamente, em chute do meio-campista Everton.

 

 

 

Após a metade do primeiro tempo, as equipes reforçaram a marcação e forneciam poucos espaços para a criação de jogadas. Aos 32 minutos, Riascos pegou sobra próximo à meia lua e arriscou de primeira, com a intenção de encobrir Alex Muralha, que estava adiantado. No entanto, o arremate não foi na direção da meta dos visitantes.

De tanto insistir no lance aéreo, o Flamengo conseguiu abrir o placar na marca dos 42 minutos. O tento começou pelos pés de Alan Patrick, que cobrou escanteio na cabeça de Réver. O defensor subiu mais alto que Bruno Rodrigo e testou firme, sem chances para Fábio. Flamengo 1 x 0 Cruzeiro.

 

 

 

2º tempo

As duas equipes retornaram para a segunda etapa com as mesmas escalações, entretanto, o Maior de Minas adotou uma postura mais ofensiva em relação àquela da parte final do primeiro tempo. Aos seis minutos, a Raposa assustou os rubro-negros, em chegada perigosa de Riascos, que recebeu de Arrascaeta, mas foi travado na hora da finalização.

Dois minutos mais tarde, o atacante colombiano voltou a aparecer. Desta vez ele tabelou com Ariel Cabral e concluiu na entrada área, mas o chute saiu fraco, facilitando a defesa de Alex Muralha, que encaixou a bola no centro do gol.

 

 

 

Recuado em seu campo defensivo, os cariocas assumiram o protagonismo outra vez somente aos 14 e aos 21 minutos. Nesses dois momentos, Marcelo Cirino teve boas oportunidades. Na primeira, o avante mandou sobre o gol de Fábio e, na segunda, até balançou as redes, mas foi flagrado em impedimento pela arbitragem.

Em busca do empate, o Maior de Minas tentava superar a marcação dos visitantes de todas as maneiras. Aos 27 minutos, Bruno Ramires foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Alisson se antecipou à marcação e finalizou à queima roupa. Alex Muralha fez ótima intervenção com os pés, mandando a bola para escanteio e evitando o tento cruzeirense. Logo depois, Alisson, de novo ele, concluiu com categoria, tentando encobrir o goleiro e por pouco não acertou o alvo.

 

 

 

Aos 31 minutos, o Flamengo teve a sua melhor oportunidade da etapa complementar. Em passe errado de Bruno Ramires, Felipe Vizeu saiu frente à frente com Fábio e conclui no canto esquerdo. Mostrando muito reflexo, o capitão celeste se esticou todo para evitar o tento do rival.

Já próximo ao fim do embate, Arrascaeta criou a última chance do tetracampeão brasileiro, ao receber na entrada da área, girar e arrematar de canhota, sobre o gol de Alex Muralha.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.