sexta-feira, 20 de Abril de 2012 09:47h

Cruzeiro e Vôlei Futuro treinam no palco da grande final

Nesta quinta, finalistas treinaram no ginásio Poliesportivo, em São Bernardo do Campo

Cruzeiro e Vôlei Futuro fizeram, na manhã desta quinta-feira, o primeiro treino no palco da decisão da Superliga Masculina. As equipes, que buscam o inédito título da competição, realizaram os primeiros preparativos no ginásio Poliesportivo, em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, a dois dias da final. Mineiros e paulistas ainda treinam mais uma vez nesta quinta e em dois períodos na sexta-feira. 

O treinador do Cruzeiro, Marcelo Mendez, fez questão de ter o grupo completo nesta reta final. Com isso todos os jogadores do elenco viajaram para São Paulo e participaram do treino desta quinta. A única ausência na equipe celeste é o oposto Alemão, que ainda se recupera de uma cirurgia no quadril, mas estará presente no dia da final para apoiar seus companheiros. 

“Nesse momento queremos todos juntos. O grupo está muito unido, com um bom entrosamento. A expectativa para esta final é muito boa, mas sabemos que vamos enfrentar um adversário forte. Estamos treinando desde a semana passada. A equipe está trabalhando muito bem para essa decisão”, disse o treinador argentino. 

O confronto entre Cruzeiro e Vôlei Futuro é repleto de rivalidade desde a temporada passada. As equipes se enfrentaram nas semifinais da Superliga 2010/2011, com vitória cruzeirense. Apesar da rivalidade, William garante que há respeito entre os jogadores. “Fora de quadra, as equipes se respeitam. Já considero esse jogo um clássico do voleibol brasileiro. O Vôlei Futuro é uma equipe de tradição”, afirmou o levantador. 

 

 

 

 

 

Pelo lado da equipe de Araçatuba, o experiente levantador Ricardinho destaca a qualidade dos finalistas, apesar da rivalidade. “Hoje já existe uma rivalidade entre os dois grupos. O trabalho realizado pelo Vôlei Futuro é excelente. No entanto, as duas equipes fizeram uma grande competição e merecem ficar com o título”, analisou. 

Maior pontuador desta Superliga, com 516 pontos, o oposto Lorena afirma que as duas vitórias do Cruzeiro na fase de classificação, não significam que o resultado será o mesmo na decisão. “As duas derrotas não representam que o Cruzeiro seja um bicho papão. Aposto em um jogo equilibrado, pois as duas equipes estão muito bem preparadas. O time deles está de parabéns por ter chegado pela segunda vez consecutiva na final e é uma equipe com grandes jogadores”, destacou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.