sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2015 11:19h Atualizado em 27 de Fevereiro de 2015 às 11:22h.

Cruzeiro empata na altitude e decide colocar time misto no Campeonato Mineiro

O Cruzeiro começou sua participação na Copa Libertadores somando um ponto

Jogando na altitude de 2.800 metros da cidade de Sucre, na Bolívia, a Raposa desperdiçou algumas oportunidades para marcar e acabou ficando no empate em 0 a 0 com o Universitario, nesta quarta-feira, no estádio Olímpico Pátria.
Com o resultado, o Grupo 3 ficou completamente embolado, com todas as equipes somando um ponto, já que Huracán-ARG e Mineros-VEN também empataram. Assim, o Cruzeiro fica em terceiro lugar, com saldo zero e nenhum gol marcado. Vantagem para os argentinos e os venezuelanos, que balançaram as redes duas vezes.
A Raposa terá que pensar novamente no Campeonato Mineiro, onde enfrentará o Tupi neste sábado, às 16h, no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora, pela quinta rodada da competição. Mas para esta partida já está definida a ida de um time alternativo ou misto.
Apesar de algumas chances perdidas contra o Universitario, o empate sem gols foi bom para o Cruzeiro. Esta foi a análise do atacante Marquinhos, que comemorou a conquista de um ponto fora de casa na estreia na Copa Libertadores, ainda mais considerando as dificuldades de se jogar na altitude. “A gente sempre quer vencer o jogo, mas Libertadores é só partida complicada, ainda mais quando é fora de casa. A equipe está de parabéns, pois tivemos muita dificuldade, principalmente com a velocidade da bola. Mas é esse o espírito, um ponto não é mau, está de bom tamanho”, declarou.
As principais jogadas de perigo do Cruzeiro no jogo foram criadas com Leandro Damião, mas o centroavante desperdiçou todas. Primeiro em uma bola cruzada por Willian que ele não chegou a tempo de completar. Depois, o camisa 9 invadiu a área, driblou o marcador, mas finalizou para fora.
Com o 0 a 0 de Universitario e Cruzeiro, o Grupo 3 ficou todo embolado, com todas as quatro equipes empatadas com um ponto. Desta forma, os duelos da segunda rodada da chave começarão em igualdade de condições e o time celeste terá a oportunidade de buscar a arrancada jogando no Mineirão.
Na próxima terça-feira, às 22h, o desafio será contra o Huracán-ARG, e Marquinhos vê nesta partida a chance para o Cruzeiro desembolar o grupo. “Agora é vencer dentro de casa, que fica mais tranquilo”, disse. “Mas será mais um jogo difícil, uma partida que a gente vai ter que fazer por merecer”, completou.

 

Créditos: Freddy Perez-LightPress

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.