sábado, 6 de Setembro de 2014 06:11h

Cruzeiro encara o Fluminense no Maracanã

Com uma campanha irreparável no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro precisará superar um tabu no local do jogo contra o Fluminense, neste domingo, às 16h, pela última rodada do primeiro turno, para alcançar dois recordes na competição.

Desde que o Maracanã foi reinaugurado, no ano passado, a equipe celeste ainda não conseguiu vencer nenhum adversário no estádio.
Em cinco jogos, o time celeste perdeu três e empatou dois. O último tropeço foi diante do Botafogo, quando ficou na igualdade por 1 a 1 pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro deste ano. Na temporada passada, o time celeste perdeu para Fluminense e Vasco e empatou com o Flamengo, todos os duelos pelo Brasileirão.
Na Copa do Brasil, a Raposa foi derrotada pelo rubro-negro nas oitavas de final que marcou a eliminação da equipe. “A gente não pode ficar dando muita atenção para isso. Vivemos um grande momento e somos líderes com uma campanha brilhante. Vamos atuar em um bom campo contra uma equipe que joga para frente. É a oportunidade para uma boa apresentação e conseguir a vitória”, declarou o atacante Willian.
Se vencer o Fluminense, além de quebrar o tabu no Maracanã, o Cruzeiro chegará aos 45 pontos ao fim do primeiro turno, um recorde na era dos pontos corridos. Por enquanto, a maior pontuação na primeira metade do Brasileirão pertence ao Atlético, que somou 43 pontos em 2012. “Vamos tentar pontuar. Seria muito importante ultrapassar a marca dos 42 pontos. É um número expressivo que nos daria uma condição muito boa para iniciar o segundo turno”, observou o técnico, Marcelo Oliveira.
Além de alcançar o melhor aproveitamento em 19 jogos, o Cruzeiro tem a oportunidade de registrar a maior distância para o segundo colocado ao término do 1º turno. Até então, o recorde pertence ao São Paulo, que abriu seis pontos para o Botafogo na virada do turno do Brasileirão de 2007.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.