quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2012 09:09h Atualizado em 16 de Fevereiro de 2012 às 10:21h.

Cruzeiro encara o Nacional em Divinópolis

Além de enfrentar o Nacional, de Nova Serrana, o Cruzeiro vai ter que se adequar às dimensões reduzidas do gramado do Farião, em Divinópolis, na partida de hoje, às 19h30, válida pela 1ª rodada do Campeonato Mineiro.
Se por um lado a Raposa terá que se adaptar a isso, por outro o técnico Vágner Mancini quer aproveitar tudo aquilo que pode ser aliado do time, como as cobranças de faltas, uma vez que poderão ser ainda mais decisivas no Farião. “Exatamente. Eu acho que podem, e a gente tem que estar muito sintonizados com isso. Foram poucos dias entre um jogo e outro, procuramos não alongar demais os treinamentos. Temos que estar muito espertos para aproveitar as faltas, defensivas e ofensivas. No treino de terça-feira eu criei algumas situações para que a gente assimilasse mais aquilo que vai acontecer na quinta-feira, sabendo usar bem isso (as dimensões reduzidas do campo)”, disse o treinador.
Questionado pela assessoria de imprensa do Cruzeiro sobre o gramado do estádio Waldemar Teixeira de Faria, Montillo, mesmo nunca tendo atuado no Farião, disse que o Cruzeiro vai ter que trocar a técnica pela vontade, e que o time cruzeirense tem que saber lidar com esse tipo de situação. “Existem alguns jogos, em alguns gramados, em que você não vai conseguir jogar bem, porque o gramado não ajuda. Mas é aí que tem que sair a raça e a vontade de jogar. Eu sei que em alguns campos o time não vai conseguir dar dois ou três toques, pela dificuldade que o campo pode oferecer. Eu não sei como está o campo lá, me falaram que não está bom. Mas temos que nos adaptar rápido, jogar bem, mostrar vontade e entrar ligados como contra o Tupi, em que fizemos o primeiro gol aos três minutos. Temos que achar um jeito de superar isso (gramado ruim) e jogar bem”.
O técnico Vágner Mancini comandou um rachão e relacionou 18 jogadores, que iniciaram a concentração logo após a atividade.
Entre os convocados para o jogo diante do Nacional, a novidade é o volante Everton, que ficou fora da relação para a partida contra o Tupi, vencida pelo Cruzeiro por 3 a 0. Desta vez, ele entra na vaga de Walter, que não tem condições de jogo. O único atacante no banco de reservas será Wallyson.
O técnico Vágner Mancini já confirmou que repetirá a mesma formação utilizada no triunfo sobre o Tupi. Assim, o Cruzeiro entra em campo com Fábio, Marcos, Leo, Victorino e Diego Renan; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Roger e Montillo; Wellington Paulista e Anselmo Ramon.

PARCEIROS
Cruzeiro e Nacional de Nova Serrana, que se enfrentam nesta quinta-feira, em Divinópolis, podem se considerar inimigos bem íntimos. As duas equipes têm uma parceria fora dos gramados e, inclusive, o clube do interior fez sua pré-temporada na Toca da Raposa, em Belo Horizonte. Além disso, o Búfalo conta com alguns jogadores emprestados pela Raposa.
No entanto, na visão do meia Alex Maranhão, nada disso dá algum tipo de vantagem ao Nacional. Ele nega que a equipe de Nova Serrana tenha informações privilegiadas do Cruzeiro. “Começamos o nosso trabalho lá na Toca e foi uma preparação muito boa. O time está muito bem e já estreou com uma grande vitória. Agora, enfrentaremos um adversário que, apesar de ter feito a pré-temporada no mesmo CT, será complicadíssimo, pois conta com jogadores de alto nível, inclusive de seleção”, comentou.
Em tom de brincadeira, Alex se arrepende por não ter vigiado de perto o Cruzeiro, mas espera conseguir sair de campo com uma vitória mesmo sem conhecer todos os detalhes da equipe celeste. “Infelizmente, não tivemos um tempinho para espiá-los, enquanto estávamos na Toca. Ainda assim, esperamos fazer uma partida de igual para igual e buscar mais um bom resultado, principalmente por sermos mandantes. Temos condições de buscar a classificação e esses primeiros confrontos são fundamentais”, comentou.

ILUMINAÇÃO
O Farião recebeu uma melhora no sistema de iluminação. A empresa que trabalhou durante todo o dia no estádio é a mesma que criou o sistema de luzes da Arena do Calçado, em Nova Serrana. Segundo informações dos trabalhadores foi feito um trabalho de melhoria e ainda está longe do ideal. Parte das lâmpadas foi trocada, ainda são poucas e de baixa luminosidade. O estádio poderá receber uma grande reforma ainda este ano através de uma municipalização.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.