terça-feira, 3 de Dezembro de 2013 05:06h

Cruzeiro enfim levanta o troféu do Tri

Campeão brasileiro com quatro rodadas de antecedência, o Cruzeiro dominou completamente o adversário, mas acabou surpreendido pelo Bahia e também pela arbitragem e foi derrotado por 2 x 1, na tarde deste domingo, no Mineirão, pela 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Um estádio todo à espera do gesto que consagra os grandes campeões. Breve silêncio e segundos depois a taça era erguida e o tricampeonato brasileiro do Cruzeiro ganhava a imagem que ficará presente para sempre no imaginário do Torcedor celeste.

Com o troféu, os jogadores deram a volta olímpica, juntaram as suas vozes ao canto da Torcida, para celebrar uma vez mais um título inquestionável, conquistado por uma equipe que encantou o país e que agora tinha na forma de uma taça, o Brasil em suas mãos. “Hoje é a taça verdadeira. Hoje nós temos que comemorar extravasar bastante, porque somos merecedores”, exclamou o atacante Willian. “A gente comemorou tanto e hoje é mais um dia para comemorar. O Cruzeiro é tri e é isso que importa”, afirmou o centroavante Borges, que assim como o Clube estrelado, conquista o seu terceiro Brasileirão. “É sempre bom ganhar, ainda mais com essa Torcida, com todos os Torcedores cantando que nem uns loucos. Isso vale a pena e é um momento único”, comentou, emocionado, o meio-campista Ricardo Goulart

Agora os jogadores do elenco de 2013 ganham a sua própria página na vitoriosa história cinco estrelas e se juntam aos times de 1966 e 2003 como eternos campeões brasileiros. Com eles em campo, o Cruzeiro mostrou mais uma vez que não é apenas o Maior de Minas, mas também o Maior do Brasil.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.