terça-feira, 23 de Outubro de 2012 10:06h Gazeta do Oeste

Cruzeiro explorará comercialmente o Mineirão por 25 anos

Em todo o período em que a concessionária for responsável pela administração do estádio, o Cruzeiro não jogará mais no Independência, a não ser na condição de visitante.

O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, informou, nesta segunda-feira, que o clube concluiu o acordo com a Minas Arena, empresa vencedora da licitação para administrar o Mineirão, com exploração comercial do estádio. Conforme adiantou o Superesportes no início de agosto, o clube mandará 100% dos seus jogos oficiais no Gigante da Pampulha durante os 25 anos em que a concessionária for responsável pela administração do principal palco do futebol mineiro. A diretoria convocará a imprensa em breve para a realização de uma assinatura pública simbólica e a exposição das cláusulas do contrato.

 

“O Cruzeiro ficou reunido durante toda a última semana até sexta-feira para acertar os detalhes finais. Já estava tudo acertado antes, mas como é um contrato de 25 anos, muito longo, são muitas minúcias, não podíamos assinar antes. A gente se reuniu muito na última sexta-feira, não parou nem para almoçar, e finalizamos tudo. Em breve, vamos reunir a imprensa para passar esses detalhes, mas o contrato está pronto, redigido e está tudo certo”, afirmou o mandatário cruzeirense.

 

Durante os próximos 25 anos, o Cruzeiro explorará comercialmente o Mineirão, que terá ambientes específicos para o torcedor celeste, como bar temático e museu. Detalhes do acordo ainda serão divulgados pelo presidente cruzeirense. “O Cruzeiro vai explorar comercialmente um percentual de estacionamento, bares, entre outras coisas, nos jogos do clube. E terá outros benefícios, vai ter loja, bar temático, um memorial e várias outras coisas, que vamos passar em breve para a imprensa”, explicou Gilvan de Pinho Tavares.

 

Em todo o período em que a concessionária for responsável pela administração do estádio, o Cruzeiro não jogará mais no Independência, a não ser na condição de visitante.

 

A Minas Arena é responsável pela gestão do estádio por 27 anos, incluindo os dois anos e meio de obras. O acordo do Cruzeiro com a concessionária, portanto, tem duração de 25 anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

SUPERESPORTES

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.