segunda-feira, 29 de Abril de 2013 04:25h Superesportes

Cruzeiro goleia o Villa Nova e encaminha vaga na decisão do Mineiro

No primeiro jogo da fase eliminatória, o time celeste não deu chances ao Leão e goleou o adversário em Nova Lima, por 4 a 0, encaminhando a vaga para a decisão do Campeonato Mineiro.

O técnico do Villa Nova, Alexandre Barroso, deve ter se arrependido de dizer que preferia enfrentar o Cruzeiro nas semifinais do Estadual. No primeiro jogo da fase eliminatória, o time celeste não deu chances ao Leão e goleou o adversário em Nova Lima, por 4 a 0, encaminhando a vaga para a decisão do Campeonato Mineiro.

Em tarde inspirada dos armadores, o volume de jogo azul fez com que o goleiro Fábio não fizesse nenhuma defesa difícil no primeiro tempo. Do outro lado, Willian Nobre sofreu com os arremates de Everton Ribeiro e Diego Souza. O meia-esquerda fez o primeiro tento de falta e o camisa 10 ampliou o marcador com dois gols de fora da área. Na segunda etapa, em jogada dos protagonistas da tarde, Everton Ribeiro marcou o quarto gol.

Como joga pela Copa do Brasil no dia 1º de maio, contra o Resende, no Rio de Janeiro, e o Mineirão estará fechado para o show de Paul McCartney no próximo sábado, o time celeste faz o segundo jogo do Mineiro apenas no dia 8 de maio, no Mineirão. Por ter feito a melhor campanha da primeira fase, o Cruzeiro pode perder por até quatro gols de diferença.

Primeiro tempo

Diego Souza recebeu passe da intermediária e saiu na cara de Willian Nobre, que salvou o Villa Nova com uma defesa em dois tempos. Três minutos depois, o ataque do Cruzeiro fez boa troca de passes e Everton Ribeiro deixou seu xará em condições de concluir, mas o goleiro espalmou para escanteio.

A pressão do Cruzeiro nos minutos iniciais deixou o Villa Nova acuado. Marcando sob pressão, o time de Marcelo Oliveira criou três chances de gol em cinco minutos. Na última, Diego Souza tentou de bicicleta, mas a bola foi para fora. O mesmo Diego Souza teve outra oportunidade na jogada seguinte e o jogador acertou uma cabeçada na trave.

O Villa respondeu com Rodrigo Dias, mas o chute passou longe da meta de Fábio. Em tarde inspirada, o camisa 10 celeste acertou a trave pela segunda vez no jogo. Em cobrança de falta, Diego Souza carimbou o poste de Willian Nobre.

Se a falta cobrada por Diego Souza ficou na trave, a de Everton Ribeiro teve endereço certo. O armador cobrou com precisão no canto e fez o primeiro gol celeste: 1 a 0. Em 20 minutos de partida, o Cruzeiro dominava todas as ações do confronto.

O segundo gol do Cruzeiro saiu no lance seguinte. Em jogada individual de Diego Souza, ele passou pelo marcador e acertou um chute entre o goleiro e a trave: 2 a 0. O Leão do Bonfim tentou ameaçar o time celeste em lance de bola parada, mas a defesa cortou.

A superioridade celeste ficava evidente a cada minuto do primeiro tempo. Em jogada que nasceu no campo de defesa, os jogadores do Cruzeiro tocaram até a intermediária e Diego Souza completou com tranquilidade no canto de Willian: 3 a 0.

Segundo tempo

A etapa final começou do mesmo jeito que o primeiro tempo: com pressão celeste. Em jogada de Mayke pela direita, o atacante Anselmo Ramon quase completa para as redes. O Villa Nova, que voltou com duas alterações, tentava sair mais para o campo de ataque, mas os contra-ataques do Cruzeiro eram perigosos. O Leão teve grande chance aos três minutos, com Heitor, mas o goleiro Fábio salvou.

O meia Diego Souza quase fez o terceiro, mas Nobre mandou para escanteio. Na cobrança, Bruno Rodrigo cabeceou na travessão. Essa foi a terceira bola celeste que acertou a baliza. O Villa Nova chegou em jogada de Tchô, mas Eraldo mandou para fora.

Aos 10 minutos, Diego Souza deu grande arrancada pelo meio, passando por três adversários, incluindo o goleiro, mas ele enfeitou na hora de concluir e perdeu a chance de marcar. Seria um golaço do camisa 10.

O quarto gol do Cruzeiro nasceu após jogada de Everton Ribeiro. Ele começou a jogada no meio-campo, tabelou com Diego Souza, e cortou dois marcadores antes de acertar o canto de Willian Nobre: 4 a 0.

Depois de construir a goleada, o Cruzeiro tirou o pé do acelerador e administrou o resultado. Marcelo Oliveira poupou alguns jogadores na reta final, e sacou Dagoberto e Everton Ribeiro.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.