quinta-feira, 21 de Março de 2013 10:51h Atualizado em 21 de Março de 2013 às 10:54h.

Cruzeiro mescla atletas consagrados com energia da base

Os garotos estão buscando o espaço deles e, com certeza, vão dar muitas alegrias com a camisa do Cruzeiro.

O volante Leandro Guerreiro, perguntado sobre a importância dos jovens atletas, formados nas categorias de base do Cruzeiro, e que compõem o elenco profissional na Toca da Raposa II, fez questão de ressaltar a vontade e a qualidade dos garotos.
O experiente jogador valorizou o trabalho de formação de atletas feito pelo Clube estrelado, e brincou com a disposição dos jovens atletas. “Os meninos, como a gente brinca nos treinos, parece que estão de moto! Porque os meninos estão acelerando forte. Aceleram muito e, se deixar, eles passam na frente da gente mesmo, pois estão com força total. Isso não é por acaso. A gente sabe que o Cruzeiro tem uma base excelente, uma estrutura enorme para a garotada que está subindo. No Brasil, dá para contar nos dedos o clube que tem uma estrutura como a do Cruzeiro. Então, os meninos sobem com força, com potencial, para nos ajudar e, se deixar, tomam a frente. É importante ter essa garotada, mesclar experiência e juventude”.
Como é praticamente impossível competir com os garotos vindos das categorias de base na corrida, Leandro Guerreiro conta que se utiliza de outros artifícios, conquistados com a experiência, para explorar de forma positiva o vigor dos jovens atletas. “Exatamente. Acho que é a experiência e o toque de bola. É lançar para esses meninos correrem. Força e correria eles têm. São jogadores que estão subindo, que têm boa técnica também, e que, às vezes, estão entrando nos jogos, nos ajudando e decidindo. Como é o caso do Elber, um menino que quando entra faz gol... Os garotos estão buscando o espaço deles e, com certeza, vão dar muitas alegrias com a camisa do Cruzeiro”.
Autor dos dois gols da vitória do Cruzeiro, de virada, por 2 a 1, sobre a equipe principal do Atlético-PR, em jogo-treino realizado na tarde da última terça-feira (19), na Toca da Raposa II, o atacante Vinícius Araújo era só alegria após o término da atividade. Na saída do campo, o jogador conversou com o Site Oficial do Cruzeiro e falou sobre o rendimento dele e da equipe na atividade. “Foi bom, a gente precisa ter ritmo de jogo, e esses jogos-treinos e amistosos servem para dar esse ritmo para os atletas que não estão jogando, ou que estão jogando pouco. Foi muito bom, deu para aproveitar, se movimentar bastante e sair com a vitória. E fiz os dois gols”.
Assim como fez em outros jogos-treinos e em amistoso, Vinícius Araújo aproveitou o treinamento da melhor maneira possível. Segundo o atacante, o técnico Marcelo Oliveira segue observando as opções que têm no elenco cruzeirense. “O Marcelo (Oliveira) sempre deixa claro para a gente que o grupo não é formado apenas pelos 11 que jogam ou pelos 20 que estão indo para os jogos. Quem não vem sendo relacionado, ou não está jogando, vai ter a sua oportunidade ainda. Estou aproveitando os treinamentos ao máximo para que, quando a oportunidade surgir novamente, eu possa estar preparado”.
Por fim, Araújo comentou sobre a qualidade do adversário do jogo-treino da última terça-feira (19), já que o Atlético-PR mandou a sua equipe principal, que se prepara para a disputa da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro, enquanto o Cruzeiro utilizou atletas que não estão atuando ou sendo relacionados para todos os jogos. “Estava comentando ali que, no ano passado, via jogos do Atlético-PR, tinha o Manoel, que é muito forte. Hoje tive a marcação dele e fui bem, saí na frente dele (risos), fiz dois gols. Então, foi bom, deu para movimentar bastante. O professor nos observou. Serve de aprendizado para a gente, e temos que aproveitar essas partidas, que são de intensidade semelhante à dos jogos. Pude colaborar e fazer dois gols”.

 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.