sexta-feira, 2 de Setembro de 2016 13:47h Atualizado em 2 de Setembro de 2016 às 13:49h. Cruzeiro

Cruzeiro mostra a sua força e goleia o Botafogo no Rio de Janeiro

O Cruzeiro mostrou a sua força na noite dessa quarta-feira e goleou o Botafogo por 5 a 2, no Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ). Exibindo um futebol eficiente e envolvente, a Raposa ignorou o fato de estar jogando fora de casa e chegou ao placar elástico com gols de Ramón Ábila (2x), Robinho (2x) e Henrique.

Os tentos da esquadra botafoguense nesse duelo - o primeiro da série de dois jogos que serão válidos pelas oitavas de final da Copa do Brasil - foram marcados por Sassá e Neilton.

O segundo confronto entre as agremiações acontecerá no dia 21 de setembro (quarta-feira), às 21h45, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Para se classificar, o elenco estrelado pode até perder por três gols de diferença, desde que o adversário não marque mais do que cinco gols na capital mineira.

Porém, antes de encarar novamente os cariocas, o Time do Povo ainda terá outros compromissos no Campeonato Brasileiro. O primeiro deles está marcado para a próxima quinta-feira e será contra o América-MG, às 21h, no Independência, pela 23ª rodada do certame nacional.

 

O jogo

Mesmo atuando longe de casa, o Cruzeiro começou o duelo marcando presença no campo ofensivo. Logo no primeiro minuto, Arrascaeta fez ótimo lançamento para Ramón Ábila que, na ponta direita, deu um corte desconcertante no zagueiro Emerson e finalizou de canhota. A bola foi parar na rede, mas no lado de fora, assustando os mandantes da noite.

A resposta dos comandados de Jair Ventura veio aos 15 minutos. Em rápido contra-ataque, Sassá avançou com liberdade e tentou passar pela marcação cruzeirense, mas Edimar se recuperou bem e travou o atacante próximo à grande área. Na sequência, após cobrança de escanteio, foi a vez de Bruno Silva cabecear e levar perigo para a meta celeste.

O jogo era dinâmico, disputado em alta velocidade e com grandes oportunidades para ambos os lados. Na marca dos 17 minutos, Ábila apareceu novamente, ao deixar Renan Fonseca para trás e arrematar com força, à direita do goleiro Sidão.

Já aos 27 minutos, a esquadra cinco estrelas teve outra chance. Na ocasião, o Clube Azul realizou com agilidade a transição ofensiva e por pouco não inaugurou o marcador em uma finalização de Arrascaeta.

Apesar da insistência cruzeirense, o primeiro tento do duelo foi marcado pelos botafoguenses. Aos 37 minutos, Diogo Barbosa foi à linha de fundo e cruzou para Sassá, que ganhou da defensiva celeste e testou para o fundo da rede. Botafogo 1 x 0.

O gol do adversário não abalou o tetracampeão brasileiro, que quase deixou tudo igual aos 42 minutos, com Edimar. O experiente lateral da Raposa tentou cruzar e acabou encobrindo Sidão, que se recuperou e espalmou para escanteio. Na cobrança, a zaga carioca afastou mal e Renan Fonseca deslocou Henrique com o braço. O árbitro não teve dúvidas e assinalou a penalidade máxima.

Ramón Ábila foi para a cobrança e, com muita tranquilidade, deslocou Sidão, que caiu no canto direito, enquanto a bola entrou no gol pelo lado esquerdo. Cruzeiro 1 x 1.

 

2º tempo

A etapa complementar começou de maneira eletrizante. Aos 40 segundos, Ramón Ábila foi lançado, entrou livre na grande área e tentou tocar por cima de Sidão, que defendeu com facilidade a finalização.

O contragolpe da agremiação do Rio de Janeiro aconteceu aos três minutos, quando Sassá recebeu de Rodrigo Lindoso e tocou na saída de Rafael. A bola parou dentro da meta, mas o árbitro Flávio Rodrigues de Souza anulou o tendo, indicando posição irregular do atacante.

A partida seguia em um ritmo extremamente eletrizante e, nesse embalo, o Cruzeiro conseguiu a virada. Aos 13 minutos, Arrascaeta ganhou dos zagueiros rivais e escorou de calcanhar para Robinho. O meio-campista chutou cruzado e, na tentativa de cortar, Emerson mandou de cabeça contra o próprio gol. Cruzeiro 2 x 1.

Dois minutos após obter a vantagem no marcador, a Raposa viu o Botafogo deixar tudo igual outra vez. A jogada do empate começou na ponta direita, com Luis Ricardo, que cruzou para Neilton. De carrinho, o atleta, que já jogou pelo Time do Povo, apenas escorou para o gol.Botafogo 2 x 2.

A reação da equipe estrelada ocorreu aos 18 minutos, quando Rafael Sóbis executou ótima jogada individual e lançou na medida para Ramón Ábila. Dentro da pequena área, o cruzeirense usou o seu faro de artilheiro, se jogou na bola e balançou a rede pela segunda vez na noite.Cruzeiro 3 x 2.

 

Aos 21 minutos, em um contra-ataque sensacional, a Raposa chegou ao seu quarto gol no combate. O lance foi protagonizado por Arrascaeta, que recebeu no meio-campo, avançou com velocidade e deu assistência precisa para Robinho. O camisa 19 precisou apenas de dois toques, um para dominar e outro para fuzilar contra a meta dos cariocas. Cruzeiro 4 x 2.

Depois desse momento, o Cruzeiro apenas administrou o resultado. Os donos da casa voltaram a assustar somente aos 39 minutos, com Renan Fonseca, que cabeceou no canto e obrigou Rafael a se esticar todo para espalmar.

Já próximo ao fim do jogo, a Raposa sacramentou a vitória e a goleada. Aos 46 minutos, após bela troca de passes, Rafinha cruzou, a zaga se atrapalhou e Henrique aproveitou para também deixar a sua marca. Cruzeiro 5 x 2.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.