sexta-feira, 17 de Abril de 2015 10:35h

Cruzeiro não irá recorrer de decisão do TJD e clássico será no domingo

Depois que o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MG) da Federação Mineira de Futebol (FMF) indeferiu nesta quarta-feira o mandado de segurança do Cruzeiro para alterar a data do clássico contra o Atlético para sábado

Depois que o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MG) da Federação Mineira de Futebol (FMF) indeferiu nesta quarta-feira o mandado de segurança do Cruzeiro para alterar a data do clássico contra o Atlético para sábado, o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, resolveu não recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Desta forma, o jogo válido pelas semifinais do Campeonato Mineiro está confirmado para domingo, às 16h, no Mineirão.
A diretoria celeste alegou, por meio da assessoria de imprensa do clube, que desistiu de continuar lutando para mudar a partida para sábado porque o STJD não teria tempo hábil para julgar o mérito da questão. Gilvan, no entanto, se mostrou surpreso com a posição da Rede Globo Minas, que deixou nas mãos do Atlético a decisão de alterar a data do jogo. Segundo o mandatário, a emissora agiu de forma parcial, pois já conhecia a posição da equipe alvinegra.
O dirigente do Cruzeiro ainda estranhou a decisão do presidente do TJD-MG, Manoel de Souza Barros Neto, dizendo que o posicionamento foi tomado baseando-se em um e-mail enviado pela direção de programação da Globo Minas ao tribunal, em vez de utilizar a legislação esportiva.
Em entrevista à Rádio Itatiaia, Manoel de Souza Barros Neto explicou o motivo para ter indeferido a solicitação do Cruzeiro. “Após examinar profundamente o pedido do Cruzeiro, muito bem fundamentado, entendi que, em razão dos e-mails emitidos pela Rede Globo para a Federação Mineira, nos quais se não houvesse acordo entre os clubes e a própria Federação Mineira, que o jogo deveria ser realizado no domingo, obedecida, assim, sua grade de programação”, afirmou.
O Cruzeiro desejava a mudança do clássico para sábado para não ter que entrar em campo em um intervalo menor que 60 horas, conforme determina o Regulamento Geral das Competições de CBF. Após o jogo de domingo, o time celeste enfrenta o Universitario Sucre-BOL, terça-feira, no Mineirão, pela Copa Libertadores.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.