segunda-feira, 2 de Janeiro de 2012 18:21h Atualizado em 3 de Janeiro de 2012 às 10:22h. Luciano Eurides

Cruzeiro negocia direitos federativos de Léo Bonatini

Em evidência após ser cogitado para uma possível troca por Roque Santa Cruz, vinculado ao Manchester City (ING), o atacante Léo Bonatini, de 17 anos, foi usado pelo Cruzeiro para o acerto de uma dívida do clube com o Banco BMG.
A Raposa negociou no primeiro semestre de 2011, 15% dos direitos econômicos da jovem promessa para pagar parte do empréstimo do atacante Guerrón, que deixou a Toca em 2010 e foi para o Atlético-PR. O clube, agora, tem 35% dos direitos 50% pertencem à família de Léo. A negociação, em 2009, custou 500 mil euros (R$ 1,2 milhão). Esse foi o valor exigido pelo Getafe (ESP) na época, para liberar o atacante por um ano para a Raposa com os direitos econômicos estipulados ao término do contrato.
O Banco BMG bancou a operação e seria o parceiro do Cruzeiro na aquisição de Guerrón no ano seguinte. Ficou acertado entre as partes que o clube ficaria com 50% dos direitos econômicos e a outra metade seria adquirida pela EGL Empreendimento, braço do BMG e também de propriedade de Ricardo Guimarães, dono do banco. Antes do término do vínculo, porém, diante do desempenho aquém do esperado de Guerrón na Raposa, os investidores optaram por substituir o negócio pela compra do zagueiro Leandro Amaro, que pertencia ao Cruzeiro e estava no Palmeiras. O defensor, entretanto, foi envolvido na troca definitiva pelo zagueiro Léo, que pertencia ao Verdão.
Em 2011, o Banco BMG cogitou adquirir mais um percentual dos direitos econômicos de Léo, tanto da parte do Cruzeiro quanto a que cabe à família do atacante, mas não formalizou uma proposta oficial. Léo tem contrato com o Cruzeiro até março de 2013. Depois das passagens pela Seleção sub-17 no Sul-Americano e no Mundial, o jogador ganhou a promessa do clube de um novo vínculo, fato que ainda não aconteceu.
A multa prevista no contrato é de R$ 2,6 milhões para clubes brasileiros. O atacante completará 18 anos em março e poderá prorrogar o atual vínculo com a Raposa ou fazer um novo acordo. A lei brasileira permite que jogadores que se profissionalizam aos 16 anos possam assinar vínculos por até cinco anos. A CBF, porém, por restrição, costuma registrar contratos de até três anos.
Caso a transação com o City fosse concretizada, ele não poderia atuar. Segundo regulamento da Fifa que fala sobre transferência entre jogadores de países diferentes, somente maiores de 18 anos podem jogar pelo time principal.
Com status de principal jogador do time cruzeirense que estreará nesta terça-feira na Copa São Paulo de Juniores, Léo Bonatini é um dos 30 inscritos para a competição. Porém, o jogador começa a ser blindado em relação às atenções que passará a despertar após as notícias do interesse do Manchester City.

Walter
O atacante Walter, que foi revelado no Internacional e que está no Porto (POR), está próximo de um acerto com o Cruzeiro. Segundo o jornal português A Bola, o jogador não treinou nesta segunda-feira e a tendência é que o atleta acerte o seu retorno ao futebol brasileiro. A Raposa já manifestou o interesse no atleta e seria o presente de aniversário do clube para a torcida, já que esta segunda marcou o aniversário de 91 anos da equipe.
Apesar de a imprensa portuguesa colocar Walter fora dos planos do Porto, no Cruzeiro a diretoria prefere aguardar e não tem pressa para anunciar o jogador como reforço para a temporada de 2012. O atacante chegaria por empréstimo de um ano para reforçar o ataque celeste, que perdeu Thiago Ribeiro, negociado com o futebol da Itália e Wallyson, que ainda se recupera de contusão.
O empresário do atleta, Teodoro Fonseca, não esconde que o desejo é de ver Walter defendendo o time mineiro nesta temporada. “Minha vontade é que o Walter vista a camisa do Cruzeiro, então vamos ver se a gente consegue concretizar a negociação no início da semana.”
A contratação de Walter seria uma saída para o Cruzeiro, que tenta o acerto com Osvaldo, destaque do Ceará no Brasileiro, e Marcos Aurélio, que pertence ao Coritiba. Entretanto, a cúpula celeste ainda não conseguiu concretizar nenhuma das duas negociações e as conversas continuam sem uma definição da diretoria.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.