segunda-feira, 23 de Julho de 2012 09:42h Gazeta do Oeste

Cruzeiro passa sufoco, mas faz o dever de casa e vence o Flamengo no Independência

Depois de duas derrotas no Independência (São Paulo, 3 a 2, e Grêmio, 3 a 1), o Cruzeiro reencontrou o torcedor precisando fazer o dever de casa. A equipe não apresentou o futebol que a torcida esperava, mas fez o suficiente para derrotar o Flamengo, por 1 a 0, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

O gol do Cruzeiro foi marcado por Borges, aos 44 minutos do primeiro tempo. Com a vitória, o Cruzeiro subiu para a quinta colocação, com 20 pontos, um a menos que o Grêmio, primeiro time no G-4.

 

Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta o Corinthians, quarta-feira, às 21h50, no Pacaembu. Já o Flamengo recebe a Portuguesa, na quinta, às 21h.

 

Superioridade celeste

 

Depois de deixar o Independência sob vaias da torcida, na derrota por 3 a 1 para o Grêmio, o Cruzeiro encontrou um clima tranquilo no estádio. O torcedor fez seu papel, compareceu em peso e empurrou o time durante toda a partida.

 

Logo aos seis minutos de jogo, o Cruzeiro teve boa oportunidade para abrir o placar. Marcelo Oliveira avançou pela esquerda, fez o cruzamento, Borges tentou de cabeça, mas não conseguiu alcançar a bola. Três minutos depois, foi a vez do Flamengo aparecer com perigo. Adryan cruzou da direita, Vagner Love cabeceou e a bola passou perto da trave direita do gol de Fábio.

 

Aos 15min, Ceará cruzou, Borges e Wellington Paulista mergulharam, mas não conseguiram chegar na bola, que saiu pela linha de fundo. A melhor oportunidade do Flamengo no jogo foi aos 38min, com Vagner Love. O atacante recebeu boa bola na entrada da área, entrou livre e bateu em cima de Fábio, que estava muito bem colocado.

 

Criando mais que o adversário, o Cruzeiro foi premiado com o gol de Borges aos 44min. Assim como todas as jogadas de perigo da equipe, o lance começou com Ceará, pela direita. O lateral cruzou na medida certa para Borges marcar, de cabeça, seu primeiro gol com a camisa celeste: 1 a 0.

 

Pressão flamenguista

 

Os dois times voltaram para o segundo tempo com a mesma formação. O jogo começou bem morno, com poucas chances criadas pelas equipes. A primeira boa oportunidade da etapa final foi do Flamengo, aos 12min. Ibson arriscou rasteiro de fora da área, Fábio se esticou todo e mandou a bola para escanteio.

 

O Flamengo aproveitou um apagão do Cruzeiro e cresceu no jogo. Aos 33min, uma chance incrível para o time carioca. Léo Moura entrou sozinho na área pela direita, cruzou para Vagner Love, que chutou em cima de Fábio. A bola ainda bateu na trave, sobrou para Hernane, que tentou duas vezes, mas Marcelo Oliveira, em cima da linha, mandou a bola para escanteio.

 

O Cruzeiro tentou dar o troco com Anselmo Ramon, aos 35min. O atacante recebeu bom cruzamento da esquerda, mas perdeu o tempo da bola e, de carrinho, mandou pela linha de fundo.

 

O jogo terminou com o Flamengo criando mais oportunidades, mas sem conseguir furar o bloqueio celeste.

 

 

 

 

 

 

SUPERESPORTES

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.