terça-feira, 4 de Junho de 2013 06:33h Divulgação

Cruzeiro perde mais uma e fica longe na classificação

O Cruzeiro foi derrotado pelo Botafogo-RJ, por 2 x 1, neste sábado, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda-RJ, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

O Cruzeiro foi derrotado pelo Botafogo-RJ, por 2 x 1, neste sábado, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda-RJ, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante Anselmo Ramon marcou o gol da Raposa, que tentará se reabilitar na competição na próxima quarta-feira, às 22h, contra o Corinthians, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.


Os jogadores destacaram mais uma bela apresentação da equipe, mas lamentaram a falta de pontaria do Cruzeiro, que não soube aproveitar as diversas chances de gols criadas para vencer o Botafogo-RJ. “Criamos, mas infelizmente não conseguimos concluir a gol e precisamos ter mais calma para decidir o jogo. Tem que tocar para o companheiro melhor colocado para o Cruzeiro sair vencedor”, afirmou o atacante Anselmo Ramon, autor do único gol do time estrelado na partida.


O meia Diego Souza, que teve mais uma grande atuação, elogiou o desempenho da equipe e julgou a segunda derrota do Cruzeiro na temporada como uma fatalidade. “A gente sabe que o futebol é uma coisa que não tem como definir. Nossa equipe foi superior o jogo inteiro, conseguimos boas jogadas, pressionar bem o Botafogo-RJ, só que acontecem muitas coisas dentro do jogo, acaba se tornando fatalidade. Mas nossa equipe está de parabéns, se portou muito bem, mas precisa manter a concentração para vencer as partidas”, comentou.


Marcelo Oliveira esperava mais uma vitória do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, no confronto deste sábado, contra o Botafogo-RJ, em Volta Redonda-RJ, mas, apesar da derrota, o treinador destacou o empenho da equipe celeste, que merecia um placar melhor na partida. “Foi um resultado que a gente lamenta. Um jogo equilibrado. No inicio, o Botafogo-RJ estava superior, nós tivemos mais uma vez uma infelicidade de passe no campo de defesa e um erro de passe acabou gerando o gol.

Depois, nós retomamos e tivemos chances, inclusive, de fazer mais gols, principalmente quando saímos em contra-ataque”, disse ele. “Era um jogo difícil, o Botafogo-RJ tem um time muito bom, muito perigoso e aproveitou mais uma situação para fazer o gol. Houve uma luta incessante pelo empate, para tentar modificar a situação, mas infelizmente não conseguimos”, concluiu.


O técnico cinco estrelas explicou a substituição do experiente Leandro Guerreiro pelo garoto Lucas Silva no intervalo da partida e enalteceu o desempenho do jovem atleta, revelado pelas divisões de base estrelada. “O futebol hoje é muito aguerrido, o Botafogo-RJ tem o Seedorf pelo meio, outra hora o Lodeiro, outra hora o Vitinho.

O Leandro é um jogador de marcação, a gente sabe que ele marca forte, chega junto, estava com amarelo e fiquei com a preocupação de perder esse jogador na sequência. E felizmente optamos bem, porque o Lucas entrou muito bem, fez uma bela partida, ajudou na marcação, chegou”, afirmou o comandante cruzeirense, que já mira a reação do time nos próximos dois jogos na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. “Infelizmente uma derrota e agora temos que ir fortes, com tudo agora para cima do Corinthians e do Internacional dentro de casa”, comentou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.