quinta-feira, 15 de Março de 2012 08:47h Atualizado em 15 de Março de 2012 às 09:49h.

Cruzeiro perde Roger por ordens médicas

O técnico Vagner Mancini recebeu uma notícia ruim nesta terça-feira. O armador Roger e o lateral esquerdo Gilson vão desfalcar o Cruzeiro por pelo menos duas semanas. Os dois atletas foram submetidos a um exame de ressonância magnética, que apontou lesão muscular nos jogadores.
Roger já tinha desfalcado o Cruzeiro na partida do último final de semana, contra o Villa Nova pelo Campeonato Mineiro. O problema do armador é na panturrilha direita e sem o meia, o treinador celeste tem a opção de manter um esquema com três atacantes, ou escalar Rudnei no meio-campo. Em qualquer uma das opções, Montillo ficará encarado de conduzir o time dentro de campo.
Gilson atuou contra o Leão do Bonfim, em substituição a Diego Renan, que cumpriu suspensão. Na ocasião Gilson sentiu dores na coxa esquerda, mas conseguiu terminar a partida, o que pode ter agravado a lesão que tira o jogador das próximas partidas da Raposa no Campeonato Mineiro.
Vágner Mancini já havia perdido o zagueiro Léo, que recebeu o terceiro cartão amarelo e o atacante Walter, que foi expulso contra o Villa Nova. Com isso, Thiago Carvalho na defesa e o retorno de Wellington Paulista no ataque devem ocorrer no jogo contra a Caldense, no próximo final de semana.

No ataque
Desde o início do ano, o técnico Vágner Mancini sinalizava colocar um time com três volantes em campo. Porém, com a inesperada derrota na primeira partida do Campeonato Mineiro, o comandante celeste mudou e escalou a equipe com dois armadores. Nos últimos jogos, com contusões e suspensões, Mancini se viu obrigado a fazer uma nova alteração no esquema tático da equipe e colocou três atacantes.
Conhecido por muitos como um técnico que coloca a equipe para jogar na defensiva, Mancini já admite a possibilidade de ter três atacantes no esquema. No entanto, ele explica que é bom a equipe ter várias maneiras de atuar. “A manutenção do esquema é muito importante em cima daquilo que vimos nos últimos jogos. Acredito que a equipe tem que ter várias formas de jogar. Não dá para ficar com apenas um esquema de jogo, porque fica maçante. Tem que ter variação e nessa variação”, garantiu.
Com esse pensamento de várias formações, o treinador também precisa ter muitos atletas à disposição. De acordo com Mancini, atualmente o elenco do Cruzeiro tem mais do que 11 titulares. “Eu já disse que no futebol moderno a equipe tem mais do que os titulares, tem os jogadores que estão fora. E assim, com 18 jogadores que estão em plena condição de serem titulares, o elenco vai crescendo produtivamente”, avaliou.
Vice artilheiro do Campeonato Mineiro, Wellington Paulista ficou em cima do muro quando perguntado se ele era a favor de ter apenas um companheiro no ataque ou dois. “ Fico satisfeito com os dois. Para mim, tanto faz o 4-4-2 ou 4-3-3. É melhor deixar para o professor (Vágner) Mancini resolver essa questão. Ele tem jogadores de qualidade para colocar na defesa e também na frente. Nós, jogadores, temos de estar aptos para fazer o que o professor pedir”, concluiu.

Nova camisa
Um evento na noite desta terça-feira, no Mineirão, marcou o lançamento dos novos uniformes do Cruzeiro para a temporada 2012. Foram apresentadas 30 peças, entre elas, os uniformes de cor azul, branco, camisas de goleiro, treino, roupas para viagem e concentração, além de toda a coleção de moda casual.
O lançamento foi a estreia da Olympikus como fornecedora de materiais esportivos do Cruzeiro. O uniforme 1, de cor azul, traz de volta as tradicionais estrelas soltas na camisa e no calção, com o escudo da Tríplice Coroa (em alusão às conquistas do Campeonato Mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro em 2003) na parte externa da gola.
A novidade da peça ficou por conta dos diferentes tons de azul em listras horizontais, além do novo tecido, gola diferenciada, recortes nas mangas e a tecnologia dry action, exclusiva da Olympikus, para reduzir o contato da umidade do suor com o corpo do atleta.
Já na camisa branca, também estão presentes as estrelas soltas, além de detalhes em azul na manga, há detalhes em dourado na manga, na barra e na gola frontal.
Após uma superprodução em vídeo, que mostrava o meia Roger em uma verdadeira cena de ação, com direito até a perseguição de carros, o armador subiu ao palco trajando o novo uniforme azul do Cruzeiro. Os jogadores Léo, Fabio, Leandro Guerreiro e Wellington Paulista também participaram da cerimônia de apresentação.
Além deles, Montillo também esteve presente e vestiu uma camisa número 10 personalizada. A partir de agora, a Torcida cruzeirense contribuirá nos rendimentos financeiros do jogador, já que o ídolo receberá parte dos royalties da venda desta camisa.
Para o presidente Gilvan de Pinho Tavares é a mostra de um ótimo relacionamento com o grupo Vulcabras/azaleia. “Desde 2009, quando passamos a usar a Reebok. Vamos manter toda esta estrutura de atendimento e ainda contar com a maior marca esportiva do Brasil. O Cruzeiro tem grandes desafios em 2012 e enfrentaremos todos eles confiantes por ter uniformes de qualidade, com design diferenciado e que certamente vão agradar à nossa torcida e atletas”, declarou.
O uniforme já pode ser adquirido pela Torcida cruzeirense, na loja móvel, em frente ao Mineirão, no final do evento, e também na loja virtual oficial do Cruzeiro www.shopcruzeiro.com.br. A partir desta quarta, as peças apresentadas também poderão ser encontradas nas lojas Cruzeiro Mania do Barro Preto, Pampulha e Barreiro.
A equipe profissional do Cruzeiro entrará em campo com o novo manto estrelado no próximo domingo, na partida contra a Caldense, às 18h30, em Poços de Caldas, pela 7ª rodada do Campeonato Mineiro.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.