segunda-feira, 23 de Dezembro de 2013 10:27h

Cruzeiro proíbe organizadas de usar a marca do clube

As torcidas organizadas do Cruzeiro não vão poder mais usar o escudo e a marca Cruzeiro Esporte Clube em seus uniformes.  A decisão foi tomada em reunião do Conselho Deliberativo celeste, nessa quinta-feira, e é a reação mais dura do clube contra as torcidas Máfia Azul e Pavilhão Independente, que travam uma guerra de gangues e prejudica o Cruzeiro e os verdadeiros torcedores.  “Realmente nós fizemos uma reunião ontem (quinta-feira) e o próprio conselho fez uma menção autorizando o presidente que tomasse providência com relação ao uso da marca Cruzeiro nos uniformes das torcidas organizadas. Foi feito um abaixo-assinado, entregamos, colocamos em votação e foi aprovado por unanimidade. A partir de agora, a marca Cruzeiro está proibida de ser usada pelas organizadas”, revelou o presidente do Conselho Wilmer Santa Luzia Mendes, em entrevista à Rádio Itatiaia.
Wilmer explicou que o presidente do clube, Gilvan de Pinho, será informado da posição do conselho e fará, posteriormente, um comunicado às organizadas. A briga entre Máfia Azul e Pavilhão Independente é antiga, mas tomou proporções assustadoras neste ano. Além de fazer o clube perder mandos de campo por terem brigado no clássico contra o Atlético, no estádio Independência, as duas torcidas impediram a festa de comemoração do título do tricampeonato brasileiro, comportamento que pode, inclusive, resultar em mais punições ao clube.   “É uma decisão que foi tomada porque as coisas estão tomando um rumo tão diferentes, com as constantes brigas das torcidas Máfia Azul e da Pavilhão (Independente). Nossa decisão foi esta e esperamos que, a partir de hoje, as coisas mudem na torcida do Cruzeiro”, disse.  “A partir de agora, as torcidas organizadas podem usar qualquer uniforme em alusão às torcidas, mas não podem usar a marca Cruzeiro, como estava sendo usado”, destacou.  Com a decisão, torcedores de organizadas que tiverem usando a marca Cruzeiro serão impedidos de entrar no estádio.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.