terça-feira, 11 de Agosto de 2015 11:10h

Cruzeiro reencontra a vitória

Empurrado pelos mais de 20 mil torcedores que compareceram ao Mineirão neste domingo, o Cruzeiro venceu o Palmeiras por 2 a 1 e voltou a conquistar três pontos no Campeonato Brasileiro

O resultado foi bastante comemorado pelos jogadores, que destacaram a importância da vitória para tirar o time da parte de baixo da tabela.
Destaque da Raposa na partida, o meia Alisson marcou o primeiro gol e abriu o caminho para o triunfo após dois jogos sem vencer. “Fico muito feliz pela entrega do time e por termos saído com a vitória contra uma grande equipe que é o Palmeiras. O Cruzeiro não merece estar nesta posição. Sabemos que estamos lá em baixo ainda e temos que sair dessa situação. É o momento de buscar pontos, vencer os jogos e começar a pensar grande como é o Cruzeiro”, declarou.
Com a vitória o Cruzeiro foi a 21 pontos e subiu para o 11º lugar, se afastando da zona de rebaixamento. A partida também foi um aperitivo do confronto contra o Verdão pelas oitavas de final da Copa do Brasil, nos dias 19 e 26 de agosto.
Além de vencer, o time celeste jogou bem diante de um adversário que briga pelas primeiras posições e deu um alento à torcida na sequência do Brasileirão. “Moralmente, a vitória dá ânimo e força para o restante da competição”, destacou o volante Henrique.
Antes de entrar em campo, o Cruzeiro ocupava a 16ª posição e estava quatro pontos à frente do primeiro time da zona de rebaixamento. Para o atacante Marquinhos, o time terá que repetir o empenho que teve diante do Palmeiras para sair da briga na parte de baixo. “Sabemos que é muito difícil quando se entra nesta situação, mas o importante é essa dedicação, essa vontade e a garra que a equipe teve. Agora, espero que a gente possa crescer e colocar esse espírito que tivemos contra o Palmeiras em todas as partidas para podermos sair desta situação”, observou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.