sexta-feira, 13 de Maio de 2011 10:11h Venilton Ferreira

Cruzeiro suspeita de rápida venda de ingressos e promete investigar

A suspeita de irregularidades nas vendas de ingressos para o jogo deste domingo, entre Cruzeiro e Atlético, que vai decidir quem será o grande campeão mineiro de 2011, fez com que diretores do clube celeste tomassem a decisão de investigar o que aconteceu.


Para a diretoria do Cruzeiro, a venda de 15.492 ingressos para a partida decisiva do Campeonato Mineiro em quatro horas é praticamente impossível. De acordo com o diretor de futebol cruzeirense, Dimas Fonseca, o Cruzeiro irá apurar minuciosamente cada detalhe do processo em uma reunião com todos os envolvidos.


“Numa conta muito rápida dá para a gente ver que é quase impossível vender 15 mil ingressos em três horas. Quero dizer ao torcedor cruzeirense que nós vamos apurar. Vou chamar para uma reunião os responsáveis pela venda, a Federação Mineira de Futebol, o Cruzeiro e a empresa que produz os ingressos para o clube e vou apurar. Vamos chamar todos aqueles que ficaram responsáveis pelas vendas de ingressos em todos os postos onde estavam sendo vendidos e vão ter de justificar. O Cruzeiro quer uma resposta do que aconteceu para que possamos responder aos torcedores”, afirmou o diretor de futebol.


Os ingressos para a segunda e decisiva partida do Campeonato Mineiro foram vendidos por R$ 20. A comercialização teve início às 9h e foi finalizada perto das 13h. Nas redes sociais como o Twitter, os torcedores cruzeirenses criticaram a falta de ingressos  e apontaram a ação indiscriminada de cambistas nos pontos disponíveis para a venda, fator que impulsionou o Cruzeiro a tomar tal atitude.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.